Alto Tietê fecha semestre com queda na maioria dos indicadores criminais, aponta SSP

Região está em quarentena desde 21 de março e maior parte dos meses de pandemia tiveram queda nos índices. Homicídios dolosos, porém, cresceram 6%.

A maioria dos indicadores criminais do Alto Tietê registrou queda no primeiro semestre deste ano, em comparação do mesmo período do ano passado, de acordo com os dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública. A região, assim como todo o Estado, está em quarentena desde 21 de março e maior parte dos meses de pandemia tiveram queda nos índices. Casos de homicídios dolosos (com intenção) e roubos em geral, porém, cresceram.

Nos crimes contra a vida, apenas o homicídio doloso teve aumento na análise, de 61 para 65, um crescimento de 6,1%. Na contramão, as tentativas de homicídio caíram de 54 para 44 (-18,5%) e as lesões corporais de 2 mil para 1,7 mil (-15,5%).

Os registros de latrocínio se mantiveram em cinco no acumulado dos seis meses de cada ano.

Até os casos de estupro, crime com registros crescentes em períodos anteriores, também caíram de 282 para 195 (-30,8%), sendo que do total de boletins de ocorrência registrados no primeiro semestre deste ano, 152 são de vítimas vulneráveis (crianças e deficientes).

Já em relação aos crimes contra o patrimônio, apenas o de roubo em geral aumentaram na comparação, de 3,9 mil para 4,1 mil. Nos furtos em geral, a queda foi de 27,5%, de 6,3 mil para 4,5 mil registros.

Os roubos e furtos de carro também caíram de 1,2 mil para 918 e de 1,6 mil para 1,3 mil, o que representa quedas de 26,8% e 19,9%, respectivamente.

O roubo de carga também caiu em 30,8%, de 172 para 119 registros na região.

Acidentes

Os dados mostram que a maior queda entre todos os índices foi nos crimes registrados como lesão corporal culposa (sem intenção), de 655 para 389, na comparação do período de janeiro a junho de 2019 e 2020, o que representa uma redução de 40,6%.

O balanço mostra que os homicídios culposos no trânsito também caíram em 4,1%, de 48 para 46.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário