Moradores e comerciantes de Arujá sofrem com a falta de coleta de lixo na cidade

Contrato com a empresa foi finalizado após caminhão ser flagrado transportando remédios vencidos e dono da empresa ser preso. Prefeitura informou que está em contato com empresas do ramo para normalizar a situação.

A situação da falta de coleta de lixo em Arujá preocupa os moradores. Além das áreas centrais da cidade, que estão sem o serviço há três dias, moradores de bairros mais afastados dizem estar sem coleta há praticamente uma semana. A situação ocorre depois que a prefeitura rescindiu o contrato com a empresa que prestava o serviço.

A Prefeitura de Arujá informou que segue em conversas com outras empresas de coleta de lixo para normalizar a situação, mas não há prazo para que o serviço seja retomado na cidade.

Enquanto isso, uma lixeira que fica na esquina das ruas dos Pinheiros e das Palmeiras, no bairro Jacarandás, retrata o cenário atual na cidade, que está sem coleta há mais de uma semana.

“Nós temos ruas aqui que já estão em situação precária. O lixo está acumulando a cada dia. Nós não tivemos resposta da prefeitura. Temos procurado isso, tanto que os moradores daqui vão tomar providência. Se não houver recolhimento de lixo aqui, nós vamos levar para frente da prefeitura. Vamos depositar lá, porque lá nós sabemos que vão tomar providência e retirar”, diz o diretor da Associação dos Moradores e Amigos do Caputera, Natal Calixto.

O problema piorou após a rescisão do contrato da Prefeitura com a empresa Center Leste. Os moradores dessa região dizem sofrer com o problema antes da interrupção do contrato.

E, outro trecho, que fica na estrada dos Índios, o lixo foi jogado na beira da estrada. Tem também pneus, e até uma televisão foi abandonada.

“Aqui sempre foi um local de descarte de lixo, mas devido à situação de hoje, está bem pior. Infelizmente agora estão colocando fogo. A preocupação da gente é com os animais, com a mata, com tudo. Falta de conscientização da população e do poder público”, conta o aposentado Maurício Oliveira.

Na segunda-feira (15), o Diário TV mostrou que funcionários da empresa Center Leste fizeram uma manifestação em frente à prefeitura, que suspendeu o contrato de coleta de lixo por alegar irregularidades nos serviços prestados.

O dono da empresa foi preso no começo do mês durante uma operação da Policia Civil com o apoio da Policia Federal.

A denúncia é de que um caminhão de coleta de lixo transportava insumos hospitalares e remédios de forma irregular. De acordo com a polícia, o veículo tinha acabado de sair do Hospital Municipal quando foi abordado. Também havia medicamentos vencidos, que seriam descartados de em um aterro sanitário.

Depois da rescisão do contrato, Arujá ficou sem coleta de lixo. O Parque Rodrigo Barreto é uma das regiões mais populosas da cidade. No local é fácil encontrar locais com bastante lixo acumulado.

Moradores e comerciantes esperam que o problema da falta de coleta seja resolvido com urgência pela prefeitura.

“É ruim porque aqui tem córregos, e acontece de ter ratos, bichos, então é bem complicado”, diz a comerciante Viviane Sousa.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário