Parte de muro de escola de Arujá cai depois de chuva

Outra parte está inclinada. Prefeitura adiou retorno das aulas que seria nesta terça-feira.

Parte do muro da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) 11, no bairro Jordanópolis, em Arujá, cedeu por causa da chuva de segunda-feira (3). Segundo a Prefeitura, 80 mm de chuva caíram sobre a cidade.

O Estado divulgou alerta para a previsão de pancadas de chuva, com intensa atividade elétrica e rajadas de vento forte até sexta-feira.

Além da parte que cedeu, outra parte do muro da escola está inclinada. A área da escola foi interditada, mas a rua não foi bloqueada porque, por enquanto, não existe risco de queda da parte que sobrou, segundo a Prefeitura.

Por conta dos estragos, a administração municipal adiou o retorno às aulas nas escolas municipais, que estava previsto para esta terça-feira (4). O recesso foi estendido até sexta-feira (7).

“A decisão da Prefeitura baseia-se, ainda, na previsão meteorológica de mais chuvas de igual intensidade ocorrerem ao longo da semana”, informou a administração municipal. Entre as escolas que tiveram problemas estão a EM Amadeu de Ângelis, no Arujamérica, Zilda Arns Neumann, no Mirante e CMEI São Bento.

A Prefeitura informou ainda que o expediente dos servidores nas escolas está mantido. “A Secretaria de Educação lamenta as ocorrências provocadas pelas chuvas e pede a compreensão de pais e responsáveis”, informou em nota.

Mais estragos

A administração municipal informou que na noite de segunda-feira equipes trabalhavam percorrendo as escolas, os bairros e as vias que tiveram problemas de alagamento, como a Avenida Mario Covas, que ficou cheia de água por causa do transbordamento do Córrego Baquirivu.

De acordo com a Prefeitura, nesta terça-feira o trabalho será focado na limpeza dos bueiros mais afetados.

Alerta no Estado

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC) informou que a partir de terça-feira (4), até sexta-feira (7), haverá condição para pancadas de chuva por todo o Estado de São Paulo, com presença de intensa atividade elétrica e rajadas de vento forte, além de queda de granizo em pontos isolados.

A Região Metropolitana, onde fica o Alto Tietê, está entre as áreas que podem ser bastante afetadas.

A orientação é que todos fiquem atentos a qualquer sinal de perigo, como desabamentos, desmoronamentos, deslizamentos, enchentes, alagamentos, enxurradas e ocorrências relacionadas com raios e vento.

“Nunca atravesse vias alagadas ou enfrente enxurradas e se morar próximo a encostas, a qualquer sinal de movimentação do solo, saia imediatamente e acione a Defesa Civil do seu município. Para mais informações sobre como se prevenir visite o site spalerta.sp.gov.br”, informou a Defesa Civil.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Gostou?
    Antes de Ir...

    SIGA A GENTE NAS REDES SOCIAIS