Supermercado de Arujá adota venda pela internet e entrega por meio de drive thru

Os clientes enviam a lista de compras e, quando chegam ao estacionamento, recebem os pedidos sem precisar sair do carro.

A quarentena decretada por causa do coronavírus alterou a rotina da população brasileira, mas comprar alimentos é essencial. Um supermercado em Arujá resolveu adotar um sistema de compras por meio de drive thru para evitar aglomerações.

O cliente faz o pedido pelo WhatsApp, enviando a lista de compras, com orientações sobre marcas e quantidades. Quando chega ao supermercado, os funcionários colocam os produtos no porta-malas e levam a maquininha de cartão para efetuar o pagamento.

De acordo com Juliana Sousa Pestana, gerente de marketing do supermercado, a iniciativa tem o objetivo de manter os clientes e funcionários seguros, diminuindo a movimentação de pessoas no supermercado.

“Resolvemos adotar esse sistema para os nossos clientes que estão em isolamento e não conseguem vir ao supermercado. Esse serviço começou no final de março, que foi quando iniciou o surto. Desde o primeiro dia, houve um aumento de 60% nos pedidos. A previsão é que o serviço continue mesmo depois da pandemia, e que seja expandido para as outras unidades”, explica a gerente de marketing.

Linda Muranaka gostou da ideia e disse que vai passar a comprar pelo drive thru. “Está me ajudando muito, já tem praticamente um mês que eu não entro no supermercado, foi uma excelente ideia”, conta Linda.

Feiras livres

Em Arujá, as feiras livres estão liberadas para comercialização dos produtos. Os feirantes reforçam os cuidados, como com o álcool em gel.

“Além da máscara e do álcool em gel, tem a questão também da higienização do ambiente de trabalho com água sanitária, das caixas vazias que precisam ser limpas e também manter distância no atendimento”, conta o feirante.

Segundo Milton, nas barracas de venda de pastel os clientes não podem mais consumir o produto no local e as vendas caíram.

“Caiu 30% o movimento com a pandemia, a população está com receio de vir a feira. Nós pedimos para os clientes levarem os pastéis e para não consumir na barraca”, explica o comerciante.

Leave your vote

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Log In

    Forgot password?

    Don't have an account? Register

    Forgot password?

    Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

    Your password reset link appears to be invalid or expired.

    Log in

    Privacy Policy

    Add to Collection

    No Collections

    Here you'll find all collections you've created before.

    Quer receber notificações em sua tela?
    Não
    Permitir Notificações