Eleitorado do Alto Tietê aumenta em 5,2% em quatro anos, aponta TSE

Total de eleitores diminuiu entre os mais novos e aumentou nas pessoas da terceira idade. Região tem 1.176.381 eleitores, que neste ano vão escolher vereadores e prefeitos.

O volume de eleitores aptos a votar aumentou em 5,2% no Alto Tietê na comparação das eleições municipais de 2016 com o pleito deste ano, que definirá prefeitos e vereadores. Neste ano haverá eleições para vereadores e prefeitos.

Dos dez municípios que integram a região, apenas a cidade de Biritiba Mirim registrou queda no total de eleitores. Já o crescimento mais elevado foi o de Mogi das Cruzes, que ganhou quase 33 mil eleitores no período, o que representou 7,7%.

Evolução do eleitorado no Alto Tietê

CidadeEleitorado 2016Eleitorado 2020Variação
Arujá64.60268.8886,6%
Biritiba23.62623.613-0,05%
Ferraz124.802130.5704,6%
Guararema23.87524.5943%
Itaquaquecetuba223.400239.2267%
Mogi das Cruzes296.954319.8267,7%
Poá93.56093.8530,3%
Salesópolis15.07015.2391,1%
Santa Isabel40.54042.6135,1%
Suzano211.690217.9592,9%
Total1.118.1191.176.3815,2%

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral

Em quatro anos, o número de eleitores mais novos, até 20 anos, registrou quedas, enquanto a de acima de 60 anos os indicadores cresceram consideravelmente. Em 635 casos, a idade não foi informada.

Entre os eleitores da região, 7,5% são facultativos para o voto. São 88.148 pessoas com menos de 18 anos ou mais de 70 anos.

ELEITORADO DO ALTO TIETÊ POR FAIXA ETARIA

AnoInválida16 anos17 anos18 a 20 anos21 a 24 anos25 a 34 anos35 a 44 anos45 a 59 anos60 a 69 anos70 a 79 anosSuperior a 79 anosTotal
20161.3067.27914.99972.629104.200255.908213.955240.11579.44434.22214.5591.038.616
2020381.4435.80863.263107.852252.832248.890291.417123.30655.36425.5331.175.746
Variação-97%-80%-61%-12%3,5%-1,2%16,37%21,36%55,1%61,7%75,3%5,2%

Dos 1.118.119 eleitores em 2016, 52% eram mulheres e 48% homens. Segundo os dados atuais do TSE, do total de eleitores da região, 47,5% são homens e 52,5% mulheres.

Na região, as cidades de Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes e Suzano são as únicas com possibilidade de 2º turno, porque têm mais de 200 mil eleitores, segundo o TSE.

Pandemia muda calendário

Com a pandemia do novo coronavírus, o Congresso Nacional aprovou e promulgou em sessão solene no começo do mês a emenda constitucional que adia para novembro as eleições municipais deste ano em razão da pandemia do novo coronavírus.

Além disso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vetou o uso da biometria nas eleições de 2020.

Pelo calendário eleitoral, o primeiro turno estava marcado para 4 de outubro e o segundo, para 25 de outubro. A emenda à Constituição adia o primeiro turno para 15 de novembro, e o segundo, para 29 de novembro.

A proposta fixa datas para a realização de eventos relacionados à campanha eleitoral. Pelo texto:

  • a partir de 11 de agosto: as emissoras ficam proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena de cancelamento do registro do beneficiário;
  • de 31 de agosto a 16 de setembro: prazo para a realização das convenções para escolha dos candidatos pelos partidos e a deliberação sobre coligações;
  • até 26 de setembro: prazo para que os partidos e coligações solicitem à Justiça Eleitoral o registro de candidatos;
  • a partir de 26 de setembro: prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e representação das emissoras de rádio e TV para elaborarem plano de mídia;
  • a partir de 27 de setembro: prazo para início da propaganda eleitoral, também na internet;
  • 27 de outubro: prazo para partidos políticos, coligações e candidatos divulgarem relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fundo Eleitoral), os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados;
  • até 15 de dezembro: prazo para o encaminhamento à Justiça Eleitoral das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativas ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;
  • até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário