Mais de 1,7 mil doses da vacina contra Covid-19 ficam sem refrigeração após queda de energia em Ferraz

Imunizantes foram encaminhados para avaliação da Anvisa e vacinação está completamente suspensa na cidade. Estoque estava reservado para aplicação da segunda dose dos profissionais de saúde.

A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos informou nesta quinta-feira (18) que 1.715 doses da Coronavac ficaram sem refrigeração por sete horas na madrugada do último sábado (13), após um queda de energia no bairro Romanópolis, onde fica a Vigilância Epidemiológica.

A vacinação foi completamente suspensa na cidade.A quantidade era tudo o que tinha no estoque do município e estava reservada para aplicação da segunda dose dos profissionais da saúde.

Em nota, a Prefeitura informou que não haverá prejuízo para quem tomou a primeira dose da vacina contra Covid-19.

“Conforme orientações Centro de Vigilância Epidemiológica, só existe prejuízo na eficácia do imunobiológico quando não é respeitado o intervalo mínimo e não máximo [entre as aplicações]”.

Segundo a administração municipal, as doses foram encaminhadas para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que analisa se houve comprometimento na eficácia dos imunizantes.

Em nota, a Prefeitura informou que o prédio da Vigilância Sanitária conta com um gerador, mas que no dia da queda de energia o equipamento ainda não estava instalado.

“O gerador foi adquirido em agosto do ano passado e não havia sido instalado, a atual administração determinou a instalação, mas por questões burocráticas o processo aconteceu nesta semana, estando em funcionamento atualmente”, diz o texto.

Segundo a Prefeitura, não há data para que a cidade receba uma nova remessa de doses.

A Secretaria Estadual da Saúde informou que os municípios foram orientados a armazenar as doses corretamente e registrar eventuais notificações de alterações de temperatura em formulário oficial do Ministério da Saúde, para que a situação seja reportada à coordenação do Programa Nacional de Imunizações (PNI), que deve monitorar a qualidade da vacina e orientar em relação às ações preventivas.

A produção do Diário TV questionou se a secretaria foi notificada sobre a ocorrência em Ferraz, mas sobre isso ainda não teve retorno. O Estado informou ainda que a conduta em relação à utilização ou inutilização das doses dependerá exclusivamente do órgão federal.

Queda de energia

Segundo a concessionária de energia que opera em Ferraz de Vasconcelos, a instabilidade na rede foi provocada por uma forte chuva que atingiu a cidade entre a noite de sexta-feira (12) e a madrugada de sábado (13). O bairro Romanópolis, onde fica o prédio da Vigilância Sanitária, ficou 12 horas sem energia.

Segundo a Prefeitura, todas as doses estavam na Vigilância Epidemiológica armazenadas a temperatura máxima +5.0º C e mínima de +3.5º C e as câmaras técnicas conseguiram segurar a temperatura dos imunizantes por algumas horas.

Denúncia

Uma funcionária da saúde denunciou o caso para o Diário TV. Sem se identificar, ela mandou um áudio para a produção contando como a Prefeitura informou sobre a suspensão da campanha.

“Semana passada foi agendado para que a gente recebesse a segunda dose da vacina Covid, na sexta, sábado, segunda e terça seriam as aplicações. Na sexta foram feitas algumas aplicações em alguns funcionários e no sábado foram canceladas essas aplicações e justificaram que havia umas questões técnicas da Vigilância Sanitária de Ferraz”.

“A gente ficou sabendo que essas questões técnicas seriam por ter faltado energia elétrica onde estavam armazenadas essas vacinas. E por não saber se as vacinas perderam a eficácia ou não. Então essas vacinas foram encaminhadas pra Mogi, pra Vigilância Sanitária de Mogi. E que lá eles verificariam se as vacinas ainda era eficaz, né? Ou se estragaram todas as doses”, relatou em áudio.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Gostou?
    Antes de Ir...

    SIGA A GENTE NAS REDES SOCIAIS