Com fase amarela, guarulhense deve ter dificuldade para viajar à praia no feriadão

Com fase amarela, guarulhense deve ter dificuldade para viajar à praia no feriadão

Santos e Guarujá já publicaram novos decretos, que incluem proibição de vans, ônibus e a utilização de guarda-sóis e cadeiras nas praias

No próximo dia 8, Guarulhos completa 460 anos. A data, festejada em uma terça-feira, vai causar um feriado prolongado aos trabalhadores da cidade, que podem aproveitar a ocasião para um banho de mar. Entretanto, com o regresso do estado de São Paulo à fase amarela do Plano SP de flexibilização da quarentena, parte dos municípios do litoral devem retomar restrições criadas no auge da pandemia e, por consequência, os banhistas podem enfrentar dificuldades nos acessos à praia.

A exemplo de Guarulhos, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Caraguatatuba e Ubatuba estão entre os 62 municípios em estado de atenção por conta do aumento de casos e taxa de ocupação de leitos de UTI. Durante a videoconferência desta terça-feira, 1º/12, com as autoridades locais dessas cidades – da qual o prefeito Guti também participou – o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, pediu para que guardas civis e vigilâncias sanitárias dos municípios sejam rígidos para coibir aglomerações em ambientes públicos e privados.

O governo do estado ainda prometeu realizar operações no litoral, sobretudo no fim do mês, quando ocorrem Natal e Ano Novo, datas típicas de aglomerações nas praias. As alterações já surtiram efeitos e algumas cidades já começaram a adotar medidas mais rígidas para coibir o excesso de banhistas no mar.

O Guarujá, destino muito procurado por moradores de toda Grande São Paulo, proibiu guarda-sóis, cadeiras e a prática de esportes coletivos nas praias. O ingresso de ônibus e vans de turismo coletivo, até então liberado mediante apresentação de voucher de hospedagem dos ocupantes em hotéis e pousadas da Cidade, agora está proibido. A exceção são os que já têm autorização emitida em data anterior ao decreto, publicado nesta terça-feira.

Santos, maior cidade do litoral, definiu limitações nos horários de todo o comércio da cidade. Os ambulantes da orla, por exemplo, deverão encerrar as atividades às 19h. Nenhum estabelecimento não essencial poderá funcionar após 22h. Na última semana (23 a 29), Santos registrou aumento de 71% nas mortes por covid-19 em relação aos sete dias anteriores (16 a 22), passando de 21 para 36 óbitos no mesmo espaço de tempo.

As cidades do litoral Norte ainda não publicaram novos decretos a respeito do tema, o que pode acontecer até o final desta semana. Em junho, Caraguatatuba, Ubatuba e São Sebastião reabriram as praias com regras que limitavam inclusive a quantidade de mesas destinadas a cada quiosque.

Deixe seu voto

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Veja Também

    Log In

    Forgot password?

    Don't have an account? Register

    Forgot password?

    Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

    Your password reset link appears to be invalid or expired.

    Log in

    Privacy Policy

    Add to Collection

    No Collections

    Here you'll find all collections you've created before.

    Quer receber notificações em sua tela?
    Não
    Permitir Notificações