Guarulhos irá fechar comércio entre novas medidas contra o coronavirus

Guarulhos irá fechar comércio entre novas medidas contra o coronavirus

Só funcionarão estabelecimentos essenciais, como supermercados e farmácias

Em reunião com organizações ligadas ao comércio, hotelaria e gastronomia, na tarde desta quinta-feira, 18/03, o prefeito Guti anunciou que decretará o fechamento de vários setores do comércio de Guarulhos ainda nesta quinta. O prefeito estava ao lado de vários secretários e informou que o prazo determinado para o fechamento será de 30 dias, sob pena de autuação e até cassação de licença, em caso de reincidência. CONFIRA A ÍNTEGRA DO DECRETO

“O momento é de se estabelecer um pacto pela vida. A situação é alarmante e, apesar de sermos sensíveis às perdas que os empresários terão, é essencial estabelecer medidas drásticas agora. Se tivermos prejuízos, é preferível que eles sejam econômicos e financeiros, e não de vidas”, disse Guti, que sinalizou com a possibilidade de paralisação total dos ônibus municipais a partir da próxima semana, no dia 27. “Setores essenciais e de abastecimento, como supermercados, farmácias e feiras-livres, funcionarão normalmente. Mas outros terão que fechar”, afirmou o secretário da SDCETI, William Paneque.

No dia anterior, a Prefeitura já havia decretado a “recomendação” de fechamento para setores como restaurantes, bares, buffets, casas de show, hotéis, motéis, bancos, igrejas, shoppings e concessionárias. “A cada dia alteramos as medidas de acordo com a evolução da pandemia. Estamos diante de um inimigo invisível e imprevisível”, apontou o secretário de Justiça, Airton Trevisan. “Temos a vantagem de estar acompanhando a evolução em países nos quais o coronavírus chegou antes. Por isso, estamos aprendendo com os erros dos outros e fazendo de tudo para que soframos o menos possível”, explicou o secretário de Governo Edmílson Americano.

Entidades

Todos os representantes de entidades que participaram da reunião demonstraram contrariedade com a real possibilidade de impacto negativo no faturamento, mas se mostraram abertos a discutir as possibilidades de amenização diante do quadro cada dia mais alarmante.

O vice-presidente Jurídico da ACE-Guarulhos, Alonso Álvares, sugeriu que alguns setores tenham seus casos estudados pontualmente. “É temerária a situação das empresas, principalmente as pequenas, mas o momento exige essa ação. Importante foi a Prefeitura abrir espaço para o diálogo e possíveis flexibilizações”, apontou.

“Estou com alta ocupação e ainda não sei como fazer com os hóspedes, principalmente os que chegam do aeroporto. Precisamos nos preocupar com a suspensão de novas reservas”, lembrou a presidente do GRU Convention, Giselle Soeiro.

Participaram da reunião representantes da ACE-Guarulhos, Sincomércio, Sindicato dos Empregados no Comércio, GRU Convention, bares e restaurantes, e os secretários de Governo, Edmílson Americano, de Saúde, José Mario, de Justiça, Airton Trevisan, de Desenvolvimento Urbano, Jorge Taiar, e da SDCETI, William Paneque.

Deixe seu voto

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Veja Também

    Log In

    Forgot password?

    Don't have an account? Register

    Forgot password?

    Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

    Your password reset link appears to be invalid or expired.

    Log in

    Privacy Policy

    Add to Collection

    No Collections

    Here you'll find all collections you've created before.

    Quer receber notificações em sua tela?
    Não
    Permitir Notificações