Guti vai discutir plano de reabertura gradual e setorizada com os prefeitos do Alto Tietê

O decreto de quarentena vence nesta sexta-feira, 29. Durante transmissão ao vivo, logo mais, às 19h, o prefeito deve anunciar novas medidas para o município

Após o Estado criar seis regiões e manter apenas a Capital liberada para flexibilizar a quarentena, o prefeito Guti (PSD) vai se reunir com os demais prefeitos do Alto Tietê, bloco em que Guarulhos foi classificado na distribuição do governo, para discutir um plano de reabertura das atividades econômicas.

Na quinta-feira, em reunião com o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, Guti manifestou sua insatisfação com a distinção imposta pelo Estado em colocar apenas a Capital numa fase avançada da liberação, em detrimento dos demais municípios. 

O decreto de quarentena vence nesta sexta-feira, 29. Durante transmissão ao vivo, logo mais, às 19h, o prefeito deve anunciar novas medidas para o município. “Guarulhos, neste momento, discute junto ao setor produtivo um plano de liberação faseada de segmentos, a partir de protocolos de distanciamento e assepsia, que poderá vir a ser implantado dependendo da evolução positiva de índices de isolamento social e oferecimento de leitos de UTI, que deverá ser acompanhada do recuo ou estabilização de casos e mortes por Covid-19. Guti informa também que irá agora se reunir com os prefeitos da região Alto Tietê para discutir ações em comum entre estes municípios”, disse o executivo municipal, em contato com o GuarulhosWeb.

De acordo com o Plano São Paulo, as regiões devem apresentar uma série de melhorias nos quesitos de julgamento para “subirem de nível” nas etapas de flexibilização impostas pelo governo. Como, por exemplo, controle no número de infectados, óbitos e taxas abaixo de 80% e ocupação dos leitos. 

O Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) tem cobrado do governador João Doria um olhar mais atento à região a respeito do combate ao coronavírus. “Desde o início da pandemia há solicitações para ampliação de leitos nos hospitais públicos, assim como o envio de equipamentos, como os respiradores, para mais leitos de UTI não apenas nos hospitais estaduais, mas também nos serviços municipais. Há lentidão no processo e, no que se refere aos respiradores, a justificativa é a dificuldade na aquisição dos equipamentos. O que deixamos claro em reuniões realizadas nesta semana com a direção da Secretaria de Estado da Saúde é que se a ciência é a diretriz para os investimentos, os números do Alto Tietê deixam claro que precisamos de reforço urgente”, afirmou à reportagem Adriano Leite, prefeito de Guararema e presidente do Condemat. 

Na live desta quinta-feira, 28, Guti anunciou que o presidente Jair Bolsonaro liberou verba suficiente para instalar 20 novos leitos de UTI no 3CGru, hospital de campanha construído no Cecap. A Prefeitura também negocia a locação de unidades de terapia intensiva com hospitais da rede particular de Guarulhos. Segundo o prefeito, com as duas medidas implantadas e, se o Estado enviar respiradores ao hospital Padre Bento, a cidade deve ficar abaixo dos 80% de ocupação desejados pela Secretaria estadual da Saúde.

Fonte: guarulhosweb.com.br

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário