Procon Guarulhos notifica mercados por abuso no preço de vários produtos

Procon Guarulhos notifica mercados por abuso no preço de vários produtos

A Coordenadoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Guarulhos notificou 150…

A Coordenadoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Guarulhos notificou 150 mercados e hipermercados entre 24 de março e esta quinta-feira (9) por praticarem aumento de preços de produtos que compõem a cesta básica. As notificações foram feitas graças a inúmeras denúncias de consumidores ao órgão.

O Procon reforça que está atento aos maus fornecedores, que se aproveitam deste momento delicado, com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), para obter vantagens sobre os consumidores e esclarece que os agentes estão nas ruas fiscalizando os preços praticados e a conduta dos mercados e hipermercados, que poderão ser autuados caso se constate quaisquer irregularidades.

O Procon solicitou aos estabelecimentos o envio de notas fiscais de compras dos últimos três meses antes da pandemia e as notas posteriores para constatar se de fato houve aumento do distribuidor a ponto de ser repassado ao consumidor final, uma vez que a elevação de preço sem justa causa é considerada prática abusiva nos termos do Código de Defesa do Consumidor.

Os agentes fiscais percorreram os mercados e hipermercados da cidade e constataram uma diferença de até 122% no preço dos produtos em diferentes estabelecimentos. O alho, por exemplo, num local custava R$ 17,90 e em outro chegava a R$ 39,90. O inhame era vendido num mercado por R$ 6,92 e em outro por R$ 13,90, uma diferença de 101% no quilo. Já o leite Paulista de um litro chegou a 65% de diferença – o maior preço encontrado foi de R$ 5,99 e o menor, R$ 2,99. O arroz Prato Fino de 5 kg chegou a 50,27% de diferença, sendo que o maior preço praticado foi de R$ 24,99 e o menor, R$ 16,33. Por sua vez, o arroz Camil de 5 kg variou em 25,90%, entre R$ 17,99 e R$ 14,29.

A Coordenadoria de Proteção e Defesa do Consumidor solicitou aos estabelecimentos a readequação nos preços abusivos praticados, no que foi prontamente atendida, sendo possível a constatação da redução de preços por alguns fornecedores.

O órgão esclarece ainda que está de olho no cumprimento do decreto 36.792, de 7 abril de 2020, que estabeleceu novas regras para funcionamento de hipermercados, supermercados e mercados, entre elas a obrigatoriedade destes estabelecimentos de disponibilizar o acesso de seus clientes ao álcool em gel 70% e/ou oferecer lavatório com água, sabão e papel toalha para clientes e funcionários para que possam higienizar as mãos.

O Procon solicita aos consumidores que continuem denunciando eventuais abusos de preços, registrando por fotos e comprovantes de pagamentos, além de informar o nome e o local do estabelecimento.

Dúvidas ou denúncias

Para solucionar dúvidas ou fazer denúncias o consumidor poderá ligar para o Disque-Denúncia 151, mandar mensagem para o WhatsApp (11) 99656-9677 ou acessar a plataforma Procon Digital em procon.guarulhos.sp.gov.br.

Deixe seu voto

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Veja Também

    Log In

    Forgot password?

    Don't have an account? Register

    Forgot password?

    Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

    Your password reset link appears to be invalid or expired.

    Log in

    Privacy Policy

    Add to Collection

    No Collections

    Here you'll find all collections you've created before.

    Quer receber notificações em sua tela?
    Não
    Permitir Notificações