Hospitais estaduais do Alto Tietê têm 73,5% de ocupação de leitos exclusivos para Covid-19

O Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba, conta apenas com dois leitos, que estão ocupados. A segunda taxa mais alta é no Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos, que tem 16 leitos de UTI de Covid-19, o maior número entre as unidades da região.

A média de ocupação de leitos exclusivos para Covid-19 de hospitais estaduais do Alto Tietê estava em 73,5% nesta segunda-feira (7), de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde. Quando considerada toda a Grande São Paulo, a taxa está em 63,3% em leitos de UTI e em 56% em enfermaria. A pasta afirma que “a rede hospitalar segue com plenas condições de assistir casos graves do novo coronavírus”.

Entre os três hospitais estaduais que atendem a pacientes com a doença, a ocupação era maior nesta segunda no Regional de Ferraz de Vasconcelos, com 70,5%.

O Santa Marcelina de Itaquaquecetuba opera com dois leitos de UTI e 16 de enfermaria e todos os leitos estavam ocupados nesta segunda.

No Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, são 23 leitos de enfermaria e 10 de UTI. Na UTI, a ocupação estava em 50%.

A secretaria destaca que “as taxas variam com a oscilação no decorrer do dia em virtude de fatores como altas, óbitos ou transferências para leitos de enfermaria ou UTI, por exemplo. Também pode ocorrer redirecionamento de leitos para atendimento a pacientes com outras patologias em casos de urgência e emergência”.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Gostou?
    Antes de Ir...

    SIGA A GENTE NAS REDES SOCIAIS