Caminhões de São Paulo são flagrados durante descarte de lixos em Itaquá

Neste final de semana, durante patrulhamento de rotina, a Guarda Civil Municipal (GCM) flagrou descarte irregular de lixo. Em uma das ruas do bairro Maria Augusta havia a reforma de uma residência, e a retirada do entulho de construção era feito com a ajuda de um carrinho de mão, enquanto em outro caso, na Vila Sônia, o condutor utilizava-se de um caminhão de uma empresa de lixo, que vinha do Parque Novo Mundo, na capital paulista, com diversos tipos de lixo despejado na beira do Rio Tietê.

A suspeita da Secretaria de Segurança Urbana é de que haja mais caminhões que vem das cidades da região paulista, incluindo Cerqueira César. O despejo irregular é crime contra o meio ambiente, e isto independe da quantidade. O responsável responde as punições na esfera administrativa que é o flagrante realizado pelo Departamento de Posturas e ainda responde de maneira criminal, com multa e apreensão do veículo.

Depois que a Prefeitura de Itaquaquecetuba realizou o fechamento da Estrada do Rio Abaixo, o refugo foi destinado para a Estrada Walter da Silva Costa. Por isso, é fundamental que a população denuncie casos suspeitos, pois além dos pontos viciados já conhecidos, outros podem surgir e trazer ainda mais problemas para toda a cidade como a poluição ambiental e as enchentes decorrentes de aterramento das várzeas dos rios.

“Itaquaquecetuba não pode continuar sendo o lixão da região, por isso nós vamos multar e apreender os veículos conforme a legislação para que não ocorram mais estes problemas, “, enfatiza o prefeito Eduardo Boigues.

O secretário de Serviços Urbanos, Anderson Caldeira, explica que é importante haver a denúncia: “O descarte de qualquer tipo de material em áreas públicas é proibido e os moradores afetados devem entrar em contato com a GCM e fazer a denúncia pelo número 153”, enfatiza.

Fonte: Prefeitura Municipal de Itaquaquecetuba

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário