Mesmo com a pandemia da Covid-19, pancadões não param em bairro de Itaquaquecetuba

Moradores do Monte Belo afirmam que jovens tomam ruas e calçadas do bairro aos finais de semana.

Os moradores do bairro Monte Belo, em Itaquaquecetuba, não têm mais sossego. Desde o início do ano, eles reclamam dos pancadões. E agora em plena pandemia do novo coronavírus, o bairro ainda tem dezenas de pessoas aglomeradas na Rua Piracicaba.

O som alto e o consumo de drogas já eram queixa dos moradores desde janeiro deste ano. A Polícia Civil chegou a fazer uma operação no local e uma viatura do Garra foi danificada.

Após sete meses nada mudou no bairro. Os moradores contam que, nos meses de maior restrição da quarentena, os pancadões até chegaram a parar. Mas faz dois finais de semana que o problema voltou.

Um senhor, que mora na rua há 40 anos e prefere não se identificar, conta que, entre os frequentadores, tem até menores de idade. “Muito, muito menor de idade. Muito menor de idade consumindo droga, consumindo bebida alcoólica. Você não passa. Não passa carro, não passa moto, não passa bicicleta. Não passa nada.”

Um outro morador, que também prefere não se identificar, diz que a rua fica tão cheia que, no caso de uma emergência, nem ambulância consegue passar. “Se passar mal, não tem. Outro dia eu fui tirar meu carro ali e o cara fez foi me ameaçar. O cara me ameaçou. Eu vou comprar uma corrente agora para cercar a minha calçada porque eu não tenho condições nem de sair no portão.”

A Prefeitura de Itaquaquecetuba informou que já notificou os estabelecimentos da Rua Piracicaba. Mas afirmou que a dispersão das pessoas é responsabilidade da Polícia Militar, já que os eventos aconteceram no meio da rua.

Já Polícia Militar informou que atua em todo o Estado nas operações Paz e Proteção em locais mapeados para coibir aglomerações em pancadões, festas e impedir crimes. Segundo a PM, esse ano foram 5.234 operações, com 518 pessoas presas, 239 procurados recapturados e a apreensão de 109 armas de fogo e de 353 quilos de drogas.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário