Vila Virgína lidera casos de Covid-19 em Itaquaquecetuba; veja situação de bairros

Pacientes que desenvolveram a doença passaram a ser atendidos na UPA do Jardim Caiuby a partir desta terça-feira(16), onde há inclusive cinco leitos de estabilização, com respiradores.

A Vila Virgínia é o bairro de Itaquaquecetuba com maior número de casos confirmados de Covid-19, com 36 até esta segunda-feira (15). Ao todo, 132 bairros têm registros de contaminação pelo novo coronavírus. A partir desta terça-feira (16), a demanda deste tipo de paciente no município passa a ser atendida na unidade de pronto atendimento do Jardim Caiuby (veja detalhes abaixo).

A cidade confirmou até agora 735 casos da doença em 132 bairros. Foram registradas cem mortes e 287 moradores se curaram.

Atendimento

A partir desta terça-feira, a UPA do Caiuby passa a atender exclusivamente casos de Covid-19 no município. A Prefeitura recebeu novos equipamentos do governo estadual e, agora, quem tiver suspeita da doença pode ir até a unidade. A UPA conta com 20 leitos, sendo cinco com ventiladores e monitores.

A taxa de ocupação dos cinco leitos de estabilização da UPA está em 40%. A unidade não conta com leitos de UTI, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Já os leitos de UTI do Hospital Santa Marcelina estão lotados, de acordo com levantamento divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde na segunda-feira (15).

A Prefeitura assume que “os leitos não são suficientes, já que o município conta com quase 500 mil habitantes, principalmente diante da dificuldade de se adquirir equipamentos, por este motivo a administração está solicitando respiradores aos governos estadual e federal.”

A UPA fica na rua João Batista Petroso, 456, Jardim Caiuby. O atendimento é 24 horas.

Neste período, outras emergências serão encaminhadas para atendimento médico no CS 24 horas, no Centro.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário