Mais de 66 mil títulos de eleitor em 5 cidades do Alto Tietê precisam ser regularizados

Mais de 66 mil títulos de eleitor em 5 cidades do Alto Tietê precisam ser regularizados

Número equivale a eleitores que não fizeram biometria nas cidades obrigatórias.

Mais de 66 mil títulos de eleitor precisam ser regularizados nas cidades de Arujá, Ferraz de VasconcelosPoáSalesópolis e Santa Isabel. Esse são os municípios do Alto Tietê que têm biometria obrigatória.

Os documentos são de eleitores que não fizeram o cadastro no prazo determinado pela Justiça Eleitoral, que venceu em 19 de dezembro.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), a biometria pode ser feita até 150 dias antes das eleições de 2020.

O eleitor deve agendar o atendimento pela internet e comparecer no dia e horário determinado no cartório eleitoral.

Nas cinco cidades do Alto Tietê onde a biometria é obrigatória um total de 66.997 títulos precisam ser regularizados.

A cidade com o maior número de eleitores com a biometria cadastrada é Santa Isabel. O município tem 82,72%, dos seus 42.597 eleitores cadastrados. Segundo a Justiça Eleitoral ainda faltam 7.361 títulos a serem cadastrados.

Poá é a cidade com o menor número de cadastrados com a biometria. O município tem 94.096 eleitores e desse total 71,69% já cadastraram a biometria. Ainda restam 3.364 para serem cadastrados.

Aonde ir

A biometria pode ser realizada no cartório correspondente ao endereço residencial do cidadão ou em qualquer unidade do Poupatempo com serviços eleitorais. O agendamento prévio pela internet é necessário.

No momento de agendar, o respectivo cartório será indicado a partir da inserção do CEP de residência do eleitor.

Documentos necessários

  • Comprovante de endereço em nome do eleitor: contas de água, luz, telefone, celular, bancárias etc., desde que contenha nome e endereço e seja recente (com menos de três meses).
  • Um dos documentos de identificação (original): RG, ou Carteira de Trabalho e Previdência Social, ou carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal (OAB, CRM, CREA, etc), ou certidão de nascimento ou certidão de casamento.
  • Comprovante de quitação do serviço militar (homens com idade entre 18 e 45 anos) para o primeiro título.
  • Título de eleitor e comprovantes de votação, se tiver.
  • A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) não é aceita para o primeiro título por não conter nacionalidade/naturalidade.
  • O passaporte somente será aceito se for o modelo que contenha também a filiação. Todo documento apresentado deve conter nome atual e sem abreviaturas (inclusive de filiação), caso contrário, deverá ser apresentado documento complementar que contenha o nome completo.

Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail