Mogi cria comitê para auxiliar pessoas com atividades profissionais paralisadas pela quarentena do coronavírus e começa cadastro

Mogi cria comitê para auxiliar pessoas com atividades profissionais paralisadas pela quarentena do coronavírus e começa cadastro

Entre os profissionais beneficiados estão pequenos e micro comerciantes, autônomos, trabalhadores que utilizam plataformas de aplicativo e outras atividades que sofreram impactos com a paralisação.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes anunciou a criação do Comitê de Ação Social e Econômica (CASE) para auxiliar pessoas que tiveram as atividades profissionais totalmente paralisadas por causa da quarentena, necessária por causa do coronavírus. Um cadastro está sendo feito para identificar essas pessoas.

Segundo o prefeito Marcus Melo, a Prefeitura tem diversas preocupações no momento de pandemia, incluindo as pessoas que estão sem trabalhar e passam por necessidades.

“Quem está sem trabalhar passa por necessidades, como os profissionais autônomos, aqueles que estão fora do programa Bolsa Família. Eles não estão conseguindo gerar receita e renda. Temos a necessidade de contribuir e de ajudar”, explica o prefeito.

Os profissionais que poderão ser beneficiados são pequenos e micro comerciantes e profissionais autônomos, trabalhadores que utilizam plataformas de aplicativo e outras atividades que sofreram impactos com a paralisação.

De acordo com o decreto 19.175, o Case tem por objetivo organizar ações para diminuir os impactos da paralisação para os profissionais das atividades inovadoras e microempreendedoras, durante o período de calamidade pública em Mogi das Cruzes.

A primeira ação do comitê será a criação de um cadastro para identificação das pessoas que precisam de ajuda imediata. Os canais da Ouvidoria Municipal serão adaptados para as recolher informações, que serão utilizadas para uma seleção posteriormente.

Ainda segundo o secretário municipal de gabinete, Romildo Campello, as medidas iniciais serão para garantir o acesso de microempreendedoras ou autônomas às medidas de auxílio básico.

Os interessados podem realizar o cadastro pelos canais da Ouvidoria Municipal, pelo telefone 156, pelo aplicativo eOuve, pela página do órgão municipal no Facebook ou pelo WhatsApp, no número 97133-1999.

Na última sexta-feira (27), os membros do Case se reuniram com representantes das redes de supermercados de Mogi das Cruzes para debater sobre o apoio da iniciativa privada às famílias que tiveram as atividades profissionais paralisadas.

Atualmente, o Case é formado pelo secretário de Gabinete da Prefeitura, Romildo Campello, o presidente da Câmara Municipal, Sadao Sakai, a secretária municipal de Assistência Social, Neusa Marialva, a diretora responsável pelo Emprega Mogi, Gláucia Coutinho, e os representantes do Gabinete Alexandre Orsi de Melo, e do Fundo Social, Ralph Santos Naure.

Deixe seu voto

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Veja Também

    Log In

    Forgot password?

    Don't have an account? Register

    Forgot password?

    Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

    Your password reset link appears to be invalid or expired.

    Log in

    Privacy Policy

    Add to Collection

    No Collections

    Here you'll find all collections you've created before.

    Quer receber notificações em sua tela?
    Não
    Permitir Notificações