Câmara de Suzano aprova projeto de lei que obriga bancos a instalarem suporte para álcool em gel nos caixas eletrônicos

Projeto aguarda a sanção do prefeito Rodrigo Ashiuchi e visa à higienização dos clientes que utilizam os caixas eletrônicos, por onde passam muitas pessoas todos os dias.

Um projeto de lei aprovado na Câmara de Suzano, que obriga os bancos a instalarem suporte para álcool em gel nos caixas eletrônicos, aguarda a sanção do prefeito Rodrigo Ashiuchi.

Em um banco, entre um cliente e outro que utiliza o caixa eletrônico, fazer a higienização do local é difícil. Por dia, muitas pessoas passam por esse tipo de serviço nas agências. E como as mãos são uma das portas de entrada do novo coronavírus, é importante mantê-las higienizadas.

A auxiliar de farmácia Marcela de Oliveira conta que encontrou álcool em gel na última vez em que usou o caixa eletrônico, mas que, nas idas anteriores ao banco, ela utilizava o próprio álcool. “Eu prefiro ir à lotérica, mas, como estou aqui perto, resolvi fazer tudo”.

O álcool em gel já começou a ficar disponível para os clientes em algumas agências bancárias, mas não em todas. Por isso, o vereador Dênis Cláudio da Silva criou um projeto de lei que obriga a instalação de suporte para álcool em gel em cada caixa eletrônico dentro dos bancos. A medida vale também para os terminais 24 horas.

“Não tenho o número exato, mas tenho certeza que, por cada caixa eletrônico, passam centenas de pessoas por dia. Em todos os condomínios, existem as normativas para se usar álcool em gel antes de apertar o botão do elevador. Se em um condomínio com poucas pessoas já existe esse risco, imagine nos caixas eletrônicos”.

Os vereadores aprovaram o projeto por unanimidade no último dia 6 de maio. De acordo com o decreto, a responsabilidade da instalação dos suportes fica por parte das empresas que gerenciam os equipamentos.

“Após o prefeito sancionar essa lei, ele regulamentaria, por decreto, a aplicação das penalidades. Eu acredito que a conscientização é o melhor caminho, mas acho que, se necessário, deveriam ser aplicadas multas, porque os bancos faltam muito com respeito com nossa população”, diz o vereador.

Quem usa os caixas eletrônicos gostou da futura determinação. “Acho importante porque a gente não sabe quem passou e quem não passou no caixa. Até mesmo cartão, que a gente usa, depois põe na blusa, no bolso, leva para dentro de casa”, fala o enfermeiro Evandro Silva.

Sobre o novo projeto em Suzano, a Federação Brasileira de Bancos, a “Febraban”, informou que não pode comentar, já que a lei está em tramitação e ainda não foi sancionada pelo prefeito. A entidade reforçou que os serviços bancários feitos dentro das agências seguem as regras sanitárias, inclusive com o uso de equipamentos de proteção.

A TecBan, empresa responsável pela rede banco 24 horas, informou que adotou uma série de medidas preventivas, com a finalidade de preservar a integridade e o bem-estar, não apenas de todos os colaboradores, mas também dos mais de 140 milhões de brasileiros que usam os caixas eletrônicos todos os dias.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Gostou?
    Antes de Ir...

    SIGA A GENTE NAS REDES SOCIAIS