Suzano reforça campanha por meio da qual mulheres vítimas de violência doméstica podem buscar ajuda em farmácias

Em Suzano, campanha nacional intitulada “Sinal vermelho para a violência doméstica” conta com a participação das Promotoras Legais Populares e da Associação Comercial e Empresarial.

A cidade de Suzano vem reforçando a divulgação da campanha nacional “Sinal vermelho para a violência doméstica”, por meio do Serviço de Ação Social e Projetos Sociais (Saspe).

A campanha tem como objetivo principal ajudar mulheres que sofrem violência doméstica na busca por socorro em farmácias, por meio de um sinal silencioso, representado por um “X” riscado na palma da mão. Em Suzano, a iniciativa tem o apoio do grupo de Promotoras Legais Populares e da Associação Comercial e Empresarial (ACE).

A ação, idealizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), foi elaborada em âmbito municipal e enviada à ACE, que está em contato com as farmácias de Suzano. Além disso, as Promotoras Legais Populares receberam um informativo digital sobre o assunto.

“Encaminhamos um documento apresentando a iniciativa em Suzano, destacando que as mulheres não estão sozinhas e que uma simples ação pode salvar vidas. Inclusive, nesse informativo digital colocamos os telefones dos dez principais órgãos de proteção às mulheres, a fim de oferecer o máximo de informações para que elas possam buscar ajuda em caso de necessidade”, disse a primeira-dama de Suzano e dirigente do Saspe, Larissa Ashiuchi.

A primeira-dama explica que o objetivo da parceria com a Associação Comercial e Empresarial é levar a campanha a todas as farmácias.

“Levamos em consideração que, neste período de pandemia, a farmácia é um dos poucos estabelecimentos permitidos a funcionar integralmente, desde o início da quarentena. Assim, os farmacêuticos e funcionários, ao reconhecerem o sinal, poderão tomar as devidas providências, acionando as autoridades competentes”.

O documento disponibiliza também uma lista de telefones úteis para casos de violência doméstica. Veja abaixo:

  • Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres – 4745-2045
  • Delegacia da Mulher – 4748-8040
  • Rede de Atenção à Pessoa em Situação de Violência Doméstica ou Sexual – 4745-2092
  • Comissão da Mulher Advogada e Sala Rosa – OAB Suzano – 4748-7473
  • Centro de Referência Especializado em Assistência Social – Creas – 4743-2588
  • Patrulha Maria da Penha e Guarda Civil Municipal – 153/4746-3297
  • Disque Direitos Humanos – 100
  • Centro de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – 180
  • Polícia Militar – 190
  • Saspe – 4743-1600

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Gostou?
    Antes de Ir...

    SIGA A GENTE NAS REDES SOCIAIS