UTIs para Covid-19 de hospitais estaduais do Alto Tietê têm ocupação média de 83,3%; Mogi também passa a divulgar dados

Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba tem maior índice de ocupação com 95%. Em Mogi das Cruzes, entre leitos de UTI públicos e particulares, 57,2% estão ocupados.

A ocupação média dos leitos de UTI para Covid-19 dos hospitais estaduais do Alto Tietê está em 83,3%, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde. O Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba tem maior índice de ocupação com 95%. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (9).

O município de Mogi das Cruzes também passou a divulgar nesta semana a situação dos leitos, tanto na rede pública quanto na rede privada. A última atualização disponível foi na segunda-feira (8). Somando as duas redes, são 110 leitos de UTI com ocupação de 57,27%. Já nos leitos de enfermaria das duas redes, são 326 leitos e ocupação de 31,59%. Os detalhes estão disponíveis no site da Prefeitura.

Rede estadual

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos conta com 26 leitos destinados para casos de Covid-19, somando 10 de UTI e 16 de enfermaria. Na UTI, a ocupação é de 78%.

O Hospital Luzia de Pinho Melo tem 56 leitos destinados a Covid-19, somando 18 de UTI e 38 de enfermaria. A ocupação na UTI é de 77%.

O Santa Marcelina de Itaquaquecetuba conta com 53 leitos para casos de Covid-19, somando 13 de UTI e 40 de enfermaria. A ocupação da UTI é de 95%.

“Vale lembrar, no entanto, que essas taxas variam no decorrer do dia, em virtude de fatores como altas ou óbitos, por exemplo. Havendo a necessidade, mais leitos serão ativados para atender a região”, informou a secretaria.

A pasta acrescentou que mantém um esquema especial de gestão de leitos hospitalares, para dar prioridade à internação de pacientes com quadros respiratórios agudos e graves, com suporte da Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde (Cross) para as transferências.

“A Secretaria de Estado da Saúde está estudando o cenário da Covid-19 em São Paulo e as necessidades de ampliação de leitos para assistência aos pacientes com a doença. Juntos, os hospitais estaduais do Alto Tietê (Santa Marcelina de Itaquaquecetuba, Luzia de Pinho Melo e Regional de Ferraz de Vasconcelos) já contam com 245 leitos SUS voltados para Covid-19, e se necessário mais leitos serão ativados”, informou.

Auxílio aos municípios

A secretaria ainda informou que para o Alto Tietê já foi destinado valor superior a R$ 34,9 milhões. Para dez municípios da região, foram destinados 42 respiradores, sendo 10 para o Hospital Regional de Ferraz, 17 ao Santa Marcelina de Itaquaquecetuba e 20 para a Prefeitura de Mogi das Cruzes.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário