Donos de bares e restaurantes protestam contra aumento de restrições e fechamento à noite e aos finais de semana em SP

Grupo de manifestantes se reuniu na Avenida Paulista e interditou via. Governo determinou o funcionamento apenas de serviços essenciais das 20h às 6h nos dias úteis e aos finais de semana no estado.

Proprietários de bares e restaurantes fazem um protesto na manhã desta quarta-feira (27) na Avenida contra o aumento de restrições impostas pelo governo estadual aos estabelecimentos com a fase vermelha do Plano São Paulo. As restrições à noite e durante os finais de semana valem até, pelo menos, 7 de fevereiro.

O grupo se reuniu na Praça dos Ciclistas, na Consolação, e caminhou pela ciclovia, no canteiro central, até o Museu de Arte de São Paulo (Masp). Por volta das 10h, a faixa da direita da Avenida Paulista foi interditada para o tráfego de veículos em frente ao Masp. E, às 10h20, toda a pista no sentido Consolação estava bloqueada.

Na fase vermelha só é permitido o funcionamento de serviços essenciais no comércio como supermercados, farmácias e postos de combustíveis. (Veja lista completa abaixo).

O funcionamento de bares e restaurantes é permitido das 6h às 20h durante a semana, quando a capital fica na fase laranja. Aos finais de semana, os estabelecimentos não podem abrir ao público e devem atender somente por delivery.

Representantes da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) reclamam das medidas e dizem que o estabelecimentos já cumprem regras para o funcionamento. Eles alegam dificuldade de manter os empregos durante a pandemia e prejuízo com o descarte de alimentos perdidos.

Em nota, o governo do estado de São Paulo disse respeita a livre manifestação, mas lamenta que se promova esse tipo de ação, contra a saúde pública, em meio à grave crise sanitária provocada pela pandemia do coronavírus.

“O Governo de São Paulo mantém canal aberto com todos os setores da economia e representantes de associações e já liberou no total R$ 720 milhões de crédito subsidiados pelo Banco do Povo, Sebrae e Desenvolve SP para auxiliar empreendedores a atravessarem a crise durante a pandemia. O Plano São Paulo é pautado por dados técnicos e científicos de monitoramento da evolução da pandemia e da capacidade do sistema hospitalar”, diz o texto.

O que pode funcionar na fase vermelha?

  • Farmácias
  • Mercados
  • Padarias
  • Açougues
  • Postos de combustíveis
  • Lavanderias
  • Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô
  • Transportadoras, oficinas de veículos
  • Atividades religiosas
  • Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria
  • Bancos
  • Pet shops
  • Serviços de delivery ou entregas.

O que pode funcionar na fase laranja?

Todos os setores de comércio e serviços passam a ser permitidos. A exceção é o atendimento presencial em bares, que continua proibido.

  • Capacidade de ocupação: 40% do público máximo de cada estabelecimento.
  • Funcionamento máximo: até 8 horas por dia.
  • Horário de fechamento: atendimento presencial somente o até 20h.
  • Parques estaduais, salões de beleza e academias: podem funcionar.

O que pode funcionar na fase amarela?

  • Todos os setores de comércio e serviços são permitidos, inclusive bares.
  • Capacidade de ocupação: 40% do público máximo de cada estabelecimento.
  • Funcionamento máximo: até 10 horas por dia.
  • Horário de fechamento: atendimento presencial somente o até 22h em todos os setores, exceto no setor de bares, que pode funcionar até as 20h.

O que pode funcionar à noite e aos finais de semana?

O governo de São Paulo determinou que todas as regiões do estado devem seguir as regras da fase vermelha da quarentena aos finais de semana, feriados e das 20h às 6h nos dias úteis.

Leave your vote

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Log In

    Forgot password?

    Don't have an account? Register

    Forgot password?

    Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

    Your password reset link appears to be invalid or expired.

    Log in

    Privacy Policy

    Add to Collection

    No Collections

    Here you'll find all collections you've created before.