Em meio à expansão do Covid-19, cidade do Norte proíbe bebida alcoólica para evitar festas

O município superou a própria capital do estado no número de infectados

Em decreto publicado nesta terça-feira, 28/4, o prefeito de Araguaína, no Tocantins, proibiu por tempo indeterminado a venda de bebidas alcoólicas para evitar aglomeração em festas particulares diante do combate ao coronavírus. A cidade registrou, até o último boletim divulgado, uma morte e 55 casos confirmados da doença.

Embora tenha cerca de 120 mil habitantes a menos que Palmas, segundo estimativas do IBGE em 2018, Araguaína supera a capital, que tem 54 infectados, no número de diagnóstico por Covid-19. Juntos, os municípios contabilizam 109 dos 116 casos confirmados do estado.

Todos os estabelecimentos varejistas, atacadistas, fabricantes e distribuidores estão proibidos de comercializarem bebidas alcoólicas. “Dentro dessa nova realidade, está indo de encontro ao que vem acontecendo, por causa de festas que vêm ocorrendo e não está sendo respeitada a não-aglomeração”, afirmou Dimas.

O comércio na cidade do Norte permanece fechado, conforme ordem do chefe do executivo. Em Guarulhos, de acordo boletim divulgado pela Secretaria da Saúde, há 550 casos confirmados de coronavírus. O prefeito Guti estuda reabrir parte do comércio a partir do dia 6, no entanto, a medida depende do acréscimo no número de infectados e o isolamento social registrado diariamente na cidade. O governador João Doria exige que o decreto da quarentena, estendido até o dia 10, seja respeitado por todos os 645 municípios do estado.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário