Jovem tem dedo da mão necrosado após ser picado por aranha no litoral de SP

Jovem tem dedo da mão necrosado após ser picado por aranha no litoral de SP

Danilo Freitas Cutolo, de 29 anos, foi picado por uma aranha na mão direita enquanto limpava um terreno. Rapaz chegou a ser internado, mas recebeu alta médica.

Um morador de Praia Grande, no litoral de São Paulo, teve um dos dedos da mão direita necrosado após ser picado por uma aranha enquanto limpava um terreno. Danilo Freitas Cutolo, de 29 anos, foi internado na última quinta-feira (12), 42 dias após o acidente.

Segundo a mãe do paciente, Maria de Fátima Freitas, Danilo se feriu enquanto limpava um terreno na cidade de Mongaguá, também no litoral paulista, em 1º de outubro. No dia seguinte, o jovem passou a sentir dores e inchaço no dedo indicador direito.

Maria levou o filho à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Samambaia, onde a equipe médica receitou antibióticos e recomendou que ele voltasse para casa. A mãe explica que, apesar dos medicamentos, o estado do dedo de Danilo continuou a piorar.

Jovem tem dedo da mão necrosado após ser picado por aranha no litoral de SP
Homem teve dedo necrosado após ser picado por aranha em Mongaguá, SP — Foto: Arquivo Pessoal

“Decidi levar ele no [Hospital] Irmã Dulce. Lá, me falaram que eu tinha que ir no postinho, para de lá encaminharem ele para o hospital. Só que eu fui no postinho e me explicaram que ia demorar pelo menos três meses para transferirem o Danilo”, explica a mãe.

Indignada pela demora para a transferência do filho, Maria recorreu à Secretaria de Saúde do município e conseguiu mobilizar a internação de Danilo no hospital, onde deu entrada no dia 4 de novembro. Na unidade, o rapaz recebeu medicação e passou por exames de sangue e eletrocardiograma.

Apesar da internação, a família foi surpreendida quando, no dia 5, Danilo recebeu alta médica do hospital. “Falaram que não tinha cirurgião para operar o dedo dele e mandaram ele para casa, com medicação e o dedo necrosado”.

Segundo Maria, Danilo foi admitido no hospital novamente nesta quinta-feira (12), 42 dias após o acidente. “Ele nem conseguia mais sair de casa, com tanta dor que sentia. A necrose evoluiu e já estava pegando parte da mão dele”, finaliza.

Deixe seu voto

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Veja Também

    Log In

    Forgot password?

    Don't have an account? Register

    Forgot password?

    Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

    Your password reset link appears to be invalid or expired.

    Log in

    Privacy Policy

    Add to Collection

    No Collections

    Here you'll find all collections you've created before.

    Quer receber notificações em sua tela?
    Não
    Permitir Notificações