Rússia faz acordo para oferecer remédio contra a covid-19 ao Brasil

Rússia faz acordo para oferecer remédio contra a covid-19 ao Brasil

Destaque Home

anuncie aqui

Medicamento antiviral para casos leves e moderados está registrado desde 29 de maio na Rússia e já foi adquirido por Bolívia e Cazaquistão

O fundo soberano da Rússia e o grupo farmacêutico KhimRar, sediado em Moscou, anunciaram nesta quinta-feira (24) o fechamento de acordo para vender um medicamento antiviral contra a covid-19 a 17 países, incluindo o Brasil. As informações são da agência de notícias russa Sputnik News.

Avifavir é a primeira droga baseada em favipiravir do mundo a ser aprovada para o tratamento da covid-19. O composto é usado desde 2014 no Japão contra a gripe, com o nome comercial de Avigan.

Agora, será eviado para a Arábia Saudita, Brasil, Bulgária, Colômbia, Sérvia, Argentina, Chile, Colômbia, Equador, El Salvador, Honduras, Kuwait, Panamá, Paraguai, Sérvia, Eslováquia, África do Sul, Emirados Árabes Unidos e Uruguai.

Registrado desde 29 de maio na Rússia, o remédio já foi utilizado para o tratamento da doença causada pelo novo coronavírus em mais de 70 regiões do país, e adquirido pela Bielorrússia, Bolívia, Cazaquistão, Quirguistão, Turcomenistão e Uzbequistão.

O medicamento também foi aprovado pelos reguladores de Europa, Oriente Médio e Ásia. Para ser utilizado no Brasil, precisa receber o aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

De acordo com Kirill Dmitriev, diretor-geral do fundo soberano russo, o Avifavir é de três a quatro vezes mais barato que o Remdesivir, medicamento usado contra a covid-19 que também é baseado em favipiravir e produzido nos Estados Unidos.

“Quando registramos o primeiro medicamento contra coronavírus no mundo baseado em favipiravir, havia muito ceticismo, pois as pessoas estavam se perguntando como poderíamos registrá-lo quando o Japão ainda não o havia registrado”, afirmou Dmitriev

Isso aconteceu porque o uso emergencial do remédio foi aprovado antes da conclusão dos testes clínicos, como aconteceu com a vacina Sputnik V, primeira vacina do mundo registrada contra a covid-19, também financiada pelo Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo).

No entanto, a eficácia do remédio contra a covid-19 foi confirmada pela empresa japonesa Fujifilm Holdings Corp, vários meses após os ensaios de Avifavir na Rússia.

Os resultados dos testes clínicos pós-registro mostraram que pacientes tratados com Avifavir se recuperaram mais rapidamente dos sintomas da covid-19, já que em 30% dos casos o coronavírus foi eliminado em um estágio inicial.

Além disso, o nível de saturação de oxigênio no sangue dos pacientes também foi restaurado com o dobro de rapidez do que durante a aplicação da terapia tradicional e não foram relatados efeitos adversos do uso do medicamento.https://player.r7.com/video/i/5f6bb9504b4955e465000001

.

Deixe seu voto

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Veja Também

    Log In

    Forgot password?

    Don't have an account? Register

    Forgot password?

    Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

    Your password reset link appears to be invalid or expired.

    Log in

    Privacy Policy

    Add to Collection

    No Collections

    Here you'll find all collections you've created before.