Motorista de caminhão e ajudante são vítimas de sequestro após abordagem de criminosos na Rodovia Ayrton Senna, em Arujá

Motorista de caminhão e ajudante são vítimas de sequestro após abordagem de criminosos na Rodovia Ayrton Senna, em Arujá

Vítimas foram levadas para cativeiro e obrigadas a informar senhas de cartões. Prejuízo foi de R$ 3,2 mil, segundo o boletim de ocorrência.

Um motorista de caminhão, de 62 anos, e o ajudante dele, de 29, foram vítimas de um sequestro enquanto passavam pela Rodovia Ayrton Senna, em Arujá. De acordo com o boletim de ocorrência, eles foram levados para um cativeiro em Guarulhos e obrigados a informar senhas de cartões.

As vítimas contaram na delegacia que dirigiam o caminhão, carregado com melhorador de farinha de trigo, pela Rodovia Ayrton Senna, no sentido São Paulo, por volta das 11h30 de sexta-feira (31), quando foram alcançados por um carro.

Segundo o boletim de ocorrência, os ocupantes gesticularam indicando que algo estava errado no caminhão. Em seguida, outro veículo fez o mesmo e os passageiros fizeram gestos indicando problemas.

O caminhoneiro então parou para verificar se a lona estava desamarrada e, quando encostou, foi abordado por outro automóvel, onde estavam três criminosos. Dois deles estavam armados, de acordo com as vítimas.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, o carro usado pelos suspeitos ficou sem partida e os dois homens foram obrigados a empurrá-lo. Como não funcionou, eles foram levados para dentro do caminhão, que seguiu sendo conduzido por um dos sequestradores.

Em seguida, eles foram levados até um posto de combustíveis, localizado cerca de mil metros antes do Rodoanel. No local, o caminhoneiro e o ajudante foram colocados dentro de outro carro e levados para um cativeiro no bairro dos Pimentas, em Guarulhos.

As vítimas afirmam que ficaram de cabeça baixa durante a viagem, mas que conseguiram ver parte trajeto. Eles foram deixados em um cativeiro na Rodovia Ayrton Senna, no km 20, por cerca de 20 horas, até serem levados por outro carro.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, quando estavam no local, foram vigiados por dois homens, sendo um adolescente e outro aparentando ser maior de idade. Todos eram muito agressivos, conforme relato das vítimas, e faziam ameaças de morte. Eles chegaram a mandar mensagens para familiares caso não entregassem as senhas dos cartões deles.

Em determinado momento, uma das vítimas reclamou de falta de ar e o menor que vigiava abriu uma fresta da janela. No entanto, um idoso, que também fazia parte do grupo criminosos, gritou para que a fechassem.

O caminhão foi localizado pela empresa de rastreamento na Rua Lourenzo Sebatini, em Guaianazes, às 20h05. A polícia militar esteve no local e entregou o veículo para a filha da vítima, que tem 33 anos e é a proprietária. O automóvel estava sem um equipamento de rastreamento, chave e som. A carga, no entanto, estava completa.

Durante o crime, um dos cartões de débito da mulher foi roubado. Ela afirma que os suspeitos sacaram o valor de R$ 3,1 mil. Além disso, os criminosos roubaram R$ 80 de uma das vítimas, segundo o boletim de ocorrência.

A polícia não detalhou como as vítimas saíram do cativeiro, mas informou que o caminhão não foi apresentado na delegacia porque está com problemas na ignição e não era possível que transitasse. A ocorrência foi encaminhada ao distrito policial da área do fato.

Tags:
Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail