Motoristas de Ferraz de Vasconcelos reclamam do estacionamento rotativo

Motoristas de Ferraz de Vasconcelos reclamam do estacionamento rotativo

Eles afirmam que falta tolerância por parte dos monitores da Zona Azul. Forma de pagamento é outra queixa.

A Zona Azul de Ferraz de Vasconcelos tem sido alvo de reclamações entre os consumidores. Eles estão descontentes com o serviço do sistema de estacionamento rotativo.

Entre as reclamações estão a falta de tolerância por parte dos monitores e a forma de pagamento. “A gente procura, procura e não acha. Mas aí você virou as costas elas aparecem. Para comprar não aparece, mas para receber a notificação é rapidinho”, afirma a cuidadora Celeussa Alves da Silva.

Os motoristas reclamam da dificuldade para comprar o bilhete do estacionamento rotativo em Ferraz de Vasconcelos. Segundo a Prefeitura, além dos monitores, existe a possibilidade de pagar a Zona Azul com o cartão de crédito, por meio do aplicativo Ferraz Estacionamento Fácil. (Confira a resposta completa abaixo)

Segundo a Prefeitura, a cidade tem 35 ruas com zona azul e 10 monitores para vender os bilhetes e fiscalizar. Uma lista no site da Prefeitura divulga uma lista de comércios parceiros, mas muitos não estão mais vendendo o cartão.

O motorista Edvaldo Carlos da Silva estava indignado com a falta de tolerância para o motorista ao menos sair para comprar o cartão e colocar no carro. “É simples. Você para o carro e vai comprar o cartão para Zona Azul. E quando volta você é notificado. Aí você pergunta para a moça da Zona Azul o que é aquilo. E ela diz que é uma notificação, você é obrigado a trocar pelo cartão ou pelo digital”, explica Silva.

No site a informação é que o pagamento pode ser feito com o cartão de crédito ou débito, mas na empresa a orientação é outra. “O talão custa R$ 15, R$ 1,50 cada folha e cheguei para comprar o talão e disse que só aceitava dinheiro e não aceitava débito. Ela disse simplesmente que eu tinha que ir no banco 24 horas sacar o dinheiro e comprar a Zona Azul.”

Silva conta ainda que foi reclamar na Prefeitura e ficou surpreso com a resposta. “A Ouvidoria simplesmente ouviu o que eu falei e falou que era para eu ligar para o Departamento de Transporte de Ferraz. Eu liguei no Departamento de Transporte e eles falaram para mim que eu tinha que ligar na Ouvidoria que eles não sabiam me explicar como funcionava a empresa terceirizada que a Prefeitura contratou.”

A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos informou que os funcionários que trabalham vendendo talões de zona azul são contratados pela Datacity, a empresa concessionária do serviço público vencedora da licitação.

Segundo a Prefeitura, além dos monitores, existe a possibilidade de pagar a Zona Azul com o cartão de crédito, por meio do aplicativo Ferraz Estacionamento Fácil.

A administração explicou ainda que através da Secretaria de Transportes atua na fiscalização e apura toda denúncia relacionada, desde que seja encaminhada e todas as providências necessárias são tomadas quando há necessidade de agir, seja pelas reclamações recebidas ou pelos próprios levantamentos da secretaria.

A Prefeitura informou também que os monitores de zona azul não têm poder de polícia, não atuam notificando os infratores e sim comunicando aos agentes de trânsito, Polícia Militar ou Guarda Civil Municipal sobre as irregularidades para que possam comparecer ao local e notificar os infratores.

A Prefeitura completou que quem for notificado deve comparecer à sede da empresa pra fazer a regularização no prazo de cinco dias.

Tags:
Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail