Idosa é hospitalizada após estupro em parque em Mogi, diz polícia

Idosa é hospitalizada após estupro em parque em Mogi, diz polícia

Suspeito é membro de igreja que a vítima frequenta. De acordo com declaração da filha da vítima à polícia, a mulher precisou ser internada para passar por uma cirurgia. Secretaria Municipal de Segurança afirmou que há rondas durante todo o horário de funcionamento do parque.

A polícia de Mogi das Cruzes investiga uma denúncia de estupro de uma idosa de 66 anos dentro do Parque Centenário. De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima contou à família que o crime foi cometido por um membro da igreja que ela frequenta. A idosa precisou ser internada para passar por uma cirurgia.

A Secretaria Municipal de Segurança de Mogi informou que não tinha conhecimento do caso, mas que há rondas no parque durante todo o horário de funcionamento (veja nota completa abaixo).

O caso foi registrado nesta segunda-feira (28) no 1º Distrito Policial. A filha da vítima contou à polícia que, no domingo (27), a idosa esteve no Parque Centenário, no distrito de César de Sousa, na companhia de um membro da igreja que ela frequenta.

Ao retornar, no entanto, a filha percebeu que a mãe estava abatida. Ainda segundo o boletim de ocorrência, a mulher percebeu que as roupas íntimas da mãe estavam sujas de sangue e resolveu questioná-la.

De acordo com o relato à polícia, foi então que a idosa contou que havia sido estuprada pelo homem. Ela foi levada pelos familiares ao Hospital Luzia de Pinho Melo, onde permaneceu internada para passar pela cirurgia.

Segurança
A Secretaria de Segurança de Mogi das Cruzes informou que “a Guarda Municipal realiza a segurança no Parque Centenário durante todo o período de funcionamento do local. Este trabalho é realizado tanto com a presença de guardas municipais no acesso ao parque quanto com rondas contínuas no interior do espaço, inclusive com a utilização de motocicletas para o atendimento mais ágil de possíveis ocorrências. Além disso, a corporação possui uma base no Parque Centenário, localizada junto ao estacionamento do local.”

A secretaria destacou que em nenhum momento chegou ao conhecimento da Guarda Municipal qualquer tipo de ocorrência relativo a este caso.

A Secretaria Municipal de Segurança orienta que “os frequentadores, a qualquer sinal de ameaça ou comportamento suspeito, procurem a Guarda Municipal, informando o acontecido e as características do suspeito. Esta comunicação pode ser feita aos guardas municipais que estão de serviço no parque ou ainda na base existente no local”.

A corporação também mantém à disposição o telefone 153, que tem ligação gratuita.

Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail