Rua Cabo Diogo Oliver, em Mogi, será interditada para obras

Rua Cabo Diogo Oliver, em Mogi, será interditada para obras

Interdição começa nesta sexta-feira e segue até domingo (26). As obras são para construção da Praça Diego Leme Chavedar.

A Rua Cabo Diogo Oliver, em Mogi das Cruzes, será interditada para o trânsito de veículos a partir desta sexta-feira (24), no trecho entre a Rua Engenheiro Gualberto e a linha férrea, no Mogilar. A medida, que seguirá até domingo (26), será necessária para a realização de obras que fazem parte da construção da Praça Diego Leme Chavedar. O acesso ao túnel do Complexo Viário Jornalista Tirreno Da San Biagio permanecerá aberto.

De acordo com a Secretaria Municipal de Transportes, as intervenções que serão executadas durante os dias em que a via será interditada têm o objetivo de melhorar a segurança dos pedestres que circularão entre a futura praça e a travessia da linha férrea e a Rua Américo Rodrigues Da San Biagio.

A alternativa para os motoristas que estão na Rua Cabo Diogo Oliver e desejam acessar a região da rua Américo Rodrigues Da San Biagio ou a Avenida Francisco Rodrigues Filho é a utilização das ruas Casarejos e José Alves dos Anjos.

Já quem estiver circulando pela rua Engenheiro Gualberto poderá utilizar a rua Afonso Pena para chegar à rua Casarejos. Agentes municipais de trânsito farão a orientação dos motoristas.

Os ônibus do transporte coletivo que circulam pela região também utilizarão, durante o período de interdições, as ruas Casarejos e José Alves dos Anjos. A medida valerá para as linhas municipais e intermunicipais, em um total de 360 passagens por dia.

A Secretaria Municipal de Transportes também remanejou provisoriamente os pontos de ônibus localizados nos trechos que serão afetados pela interdição.

A construção da Praça Diego Leme Chavedar faz parte do projeto de renovação urbanística da região central de Mogi das Cruzes. Ela está sendo construída no espaço entre as ruas Cabo Diogo Oliver, Hamilton da Silva e Costa e Engenheiro Gualberto, no Mogilar.

Segundo a Prefeitura, o projeto completo de requalificação da região tem investimento de R$ 3.930.632,99 e também inclui a reforma das praças Sacadura Cabral e Oswaldo Cruz.

As obras estão baseadas em três eixos. O primeiro é o urbanístico, que prevê a priorização de pedestres, novos mobiliários, arborização e pisos drenantes.

O segundo é o social e incluirá a nova base de monitoramento da Guarda Municipal, a iluminação pública com luminárias LED, o monitoramento com câmeras e a instalação de rede wi-fi. Já o terceiro será o de mobilidade urbana, que contemplará toda a reorganização do sistema viário.

Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail