Chuva causa estragos no distrito de Palmeiras, em Suzano

Chuva causa estragos no distrito de Palmeiras, em Suzano

Moradores reclamam da falta de limpeza das tubulações. Prefeitura diz que realiza há duas semanas diversos serviços da cidade.

A chuva de terça-feira (8) causou estragos no distrito de Palmeiras, em Suzano. A enxurrada invadiu casas e deixou prejuízo aos moradores.

Neli Cristiane registrou o temporal. Na imagem dá para ver a grande quantidade de água que entrou na casa da mãe dela, no distrito de Palmeiras (assista acima). No terreno tem quatro casas e todas foram afetadas.

Ela disse que esta é a terceira vez que a mãe sofre com o problema. Segundo ela, a limpeza mais recente das tubulações, que hoje estão entupidas, foi entre dezembro de 2018 e janeiro do ano passado.

Além disso, tem uma valeta por lá, que está cheia de mato, o que também prejudica no escoamento da água.

Em nota, a Prefeitura de Suzano informou que a situação será encaminhada à Defesa Civil, que não recebeu nenhuma solicitação sobre o local até o momento. Uma equipe deve ir até o distrito para avaliar a situação.

Ainda segundo a nota, no ano passado, a Defesa Civil, juntamente com a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, fez um extenso atendimento às famílias que sofreram com as chuvas no Parque Heroísmo. Portanto, de acordo com a Prefeitura, não procede a informação de que o bairro não recebe atenção do poder público.

Já segundo a Secretaria Municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, o serviço de limpeza e desobstrução de bueiros está sendo executado em vários pontos do município de forma ininterrupta há pelo menos duas semanas.

Para a limpeza dos bueiros, a Secretaria Municipal de Manutenção e Serviços Urbanos utiliza de serviços manuais, com auxílio de um caminhão-hidrovácuo. Estes serviços complementam os trabalhos preventivos contra enchentes realizados ao longo de 2019, informou a Prefeitura.

Denúncias de descarte irregular devem ser feitas pelos telefones 4745-2046 (Fiscalização de Posturas) ou o 153 (GCM).

Tags:
Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail