Mãe de mulher baleada no rosto pelo ex em Suzano diz que filha sofria ameaça: 'Batiam nela, ameaçavam de morte, já tentaram sequestrar'

Mãe de mulher baleada no rosto pelo ex em Suzano diz que filha sofria ameaça: ‘Batiam nela, ameaçavam de morte, já tentaram sequestrar’

Crime aconteceu na noite de 4 de janeiro, quando a vítima chegava em casa com o filho dela e do suspeito, de 5 anos. Mulher segue internada em coma e deve passar por cirurgia de reconstrução de maxilar.

“Batiam nela, ameaçavam de morte, já tentaram sequestrar”. A frase é de Rosângela Moreira, mãe da jovem de 24 anos baleada no rosto na frente do filho, em Suzano. O ex-companheiro dela foi preso por suspeita de cometer o crime. Dayane Ianca Moreira está internada em coma no Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, desde o dia 4 de janeiro.

Em uma mensagem de áudio enviada à vítima, uma pessoa alerta que tem uma mulher ameaçando-a de morte.

“Em relação à ela falar que vai te matar, você sabe. Ela sempre te falou isso. E ela já disse isso para mim, e não foi uma vez nem duas. Ela já deixou claro, que o dia em que ela trombar com você ela te mata. Passa o carro por cima. Isso ela já me falou, você sabe que ela já tentou te matar. Quanto a isso, você já sabe”, consta na mensagem. O material foi entregue à polícia.

O crime foi registrado por câmeras de monitoramento da rua da casa da vítima. As imagens mostram quando ela chega em casa com o filho, de 5 anos. De acordo com a polícia, Wellington Delmiro da Silva, pai da criança, aparece encapuzado, vai até ela e atira no rosto, enquanto segura a criança. Ele foi preso em seguida, na casa da mãe.

“A minha filha é uma pessoa excelente, de bom coração. Agora ela não fala nada. Ela não se comunica com as pessoas. Ela ainda está em coma. Ela era o pai e a mãe do meu neto. Ela sempre trabalhava, nunca ficou desempregada. É tanto que o pai chegou a ir preso, ela entrava em um trabalho e no outro”, relembra.

O suspeito e a vítima já estavam separados há quase quatro anos, segundo a família dela. O filho deles está com a avó materna. Para poupar a criança, ela não contou o que realmente aconteceu naquela noite. Para o menino, a versão é de que a mãe foi assaltada e o ladrão atirou nela.

“Ele só fala que vai matar o ladrão. Ele está superassustado, ele não sai no quintal sozinho, ele não vai ao banheiro sozinho. Ele só fala de vingança, mas ele só tem 5 anos. A gente decidiu não contar a verdade porque ele tem um amor muito grande pelo pai. Ele idolatra demais o pai. Ele me pergunta o por que o pai ainda não o levou para ver a mãe”, conta a avó da criança.

O caso está sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Suzano. Segundo a polícia, o suspeito nega a autoria do crime, mas ele foi reconhecido por uma testemunha.

A jovem continua na Unidade de Terapia Intensiva em coma, mas com o estado de saúde estável. Na quarta-feira (15) ela deverá passar por uma cirurgia para a reconstrução do maxilar.

Tags:
Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail

Está Usando um Bloqueador?

Olá! Nosso site exibe anúncios, se você estiver com o bloqueador de anúncios ativado não irá conseguir ver o site de forma correta. Por favor, desabilite o bloqueador. Obrigado!