Ford fecha fábricas no Brasil: veja perguntas e respostas

Ford fecha fábricas no Brasil: veja perguntas e respostas

Decisão afeta as fábricas de Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE), mas montadora segue com venda de carros e assistência técnica no país. Destino dos mais de 6 mil funcionários e da estrutura das 3 fábricas ainda está indefinido.

Depois de mais de 100 anos produzindo no Brasil, a Ford anunciou nesta segunda-feira (11) o encerramento de sua produção de veículos no país.

A decisão afeta as fábricas de Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE), mas a montadora segue com sua operação de vendas e assistência técnica no país, focando em produtos importados.

Ao todo, a montadora possui 6.171 funcionários no Brasil e fechou 2020 como a quinta que mais vendeu carros, com 7,14% do mercado nacional.

O que a Ford anunciou?

A empresa anunciou o fechamento de suas três fábricas no Brasil. Com a decisão, as instalações de Camaçari (BA) e Taubaté (SP) pararam de funcionar imediatamente, porém, manterão apenas a produção de peças por alguns meses para o estoque.

Sua outra fábrica, destinada a produção de jipes da Troller, em Horizonte (CE), será fechada no último trimestre de 2021.

A Ford está saindo do Brasil?

montadora disse que segue vendendo carros no Brasil em sua rede de concessionárias. Os modelos serão importados principalmente da Argentina e do Uruguai. A Ford disse ainda que todos os clientes seguirão com assistência de manutenção e garantia.

Ainda serão mantidos o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, além do campo de provas e da sede administrativa para a América do Sul, ambos no estado de São Paulo.

O que acontece com quem tem carro da Ford?

A montadora afirmou que manterá as vendas, serviços, peças de reposição e garantia para seus clientes no Brasil. Em um comunicado obtido pela TV Globo, que foi enviado aos concessionários, a empresa disse que não há mudança em sua rede de lojas neste momento.

Quem deu sinal para comprar um veículo Ford 0 km e desistiu em função do anúncio pode cancelar a compra?

Em carta enviada aos revendedores, a montadora orientou aos concessionários que o cliente que deu sinal em um veículo 0 km pode solicitar o cancelamento do negócio, caso desista por conta do fechamento das fábricas.

Se isso acontecer, a Ford disse que o concessionário deve seguir a regulamentação prevista no Código de Defesa do Consumidor.

Que carros vão sair de linha?

EcoSport, Ka e o Troller T4 vão sair de linha. De acordo com a montadora, ainda existem unidades disponíveis, então eles continuarão a ser vendidos até que o estoque se esgote.

Que carros serão vendidos?

A Ford disse que o país passará a ter modelos importados, principalmente das unidades de Argentina e Uruguai, além de outras regiões fora da América do Sul. Em comunicado, a montadora confirma a venda dos novos Transit, Ranger, Bronco e Mustang Mach1 no Brasil.

Por que a Ford vai parar de fabricar carros no Brasil?

De acordo com a Ford, o fechamento das fábricas no Brasil é mais um passo de seu processo de reestruturação global.

A fabricante disse, no comunicado sobre os fechamentos das fábricas, que a decisão foi tomada “à medida em que a pandemia de Covid-19 amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas“.

No entanto, mais informações foram detalhadas em uma carta enviada para os concessionários. Nela, a montadora afirmou que “desde a crise econômica em 2013, a Ford América do Sul acumulou perdas significativas” e que a matriz, nos Estados Unidos, tem auxiliado nas necessidades de caixa, “o que não é mais sustentável”.

A montadora citou ainda a recente desvalorização das moedas na região, que “aumentou os custos industriais além de níveis recuperáveis”.

A Ford está em crise global?

Desde 2018 a Ford passa por um processo de reestruturação global. O primeiro passo foi desistir de maior parte de sedãs nos EUA, incluindo Fusion e Fiesta, para ter linha com 90% de SUVs, picapes e veículos comerciais.

Além de demissões na Europa e nos Estados Unidos, a empresa fechou fábricas na Austrália, após 91 anos no país, e na França, em Blanquefort.

No Brasil, o processo de mudanças começou em 2019, com o encerramento da produção na fábrica de São Bernardo do Campo (SP), depois de 52 anos. Na época, a empresa parou de produzir e vender caminhões no país, seguindo com o negócio de automóveis.

Em 2020, a Ford vendeu 119.454 carros no Brasil, segundo dados da associação das montadoras, a Anfavea. O resultado representou uma queda de 39,2% na comparação com 2019. A queda observada foi maior do que a registrada pelo segmento de automóveis. Em 2020, o tombo foi de 28,6%, para 1.615.942.

Quantas demissões?

Ainda não há um cálculo final de quantos funcionários da montadora serão demitidos no Brasil. Em resposta ao G1 sobre as demissões, a Ford disse que aproximadamente 5 mil empregos serão afetados com a reestruturação no Brasil e na Argentina. O país vizinho sofrerá ajustes pelo encerramento da produção no Brasil, mas continuará produzindo veículos.

Ao todo, a Ford possui 6.171 funcionários no BrasilEm Taubaté, 830 funcionários serão demitidos, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos. A fábrica de Horizonte emprega 470 pessoas.

A indústria automotiva está em crise?

O setor automotivo como um todo – automóveis, caminhões e ônibus – tem enfrentado sucessivas crises. A primeira delas ocorreu entre 2014 e 2016, quando o país enfrentou uma dura recessão. Naquele período, a produção do setor recuou para cerca de 2 milhões de veículos.

O setor conseguiu melhorar a produção até 2019, mas a crise causada pela pandemia de coronavírus provocou mais uma queda. No ano passado, o tombo foi de 31,6%.

O Brasil está perdendo fábricas de veículos?

Em menos de 1 mês, duas montadoras anunciaram o fim de suas produções no Brasil. Além da Ford, a Mercedes-Benz encerrou suas atividades na fábrica de Iracemápolis (SP), em dezembro.

O porte das empresas, no entanto, é bem diferente. A Mercedes tinha 370 colaboradores, enquanto a Ford, mais de 6 mil.

Na época, a montadora alemã disse que “a situação econômica no Brasil tem sido difícil por muitos anos e se agravou devido à pandemia da Covid-19″. A empresa manteve a importação de carros para o Brasil e a produção nacional de caminhões.

Os carros custam mais caro no Brasil?

A comparação entre os valores de carros no Brasil e em outros países envolve diversos fatores, como margem de lucro e a economia local, que inclui o poder aquisitivo das pessoas.

O principal ponto, porém, é a tributação de cada país. De acordo com os dados mais atualizados da Anfavea, de 2018, o Brasil tem a maior carga de tributos sobre automóveis no preço ao consumidor.

Por aqui, ao menos 30,4% do valor de um veículo é composto por impostos — considerando a alíquota de IPI básica, para automóveis a gasolina com motor 1.0 a 2.0. A Itália tem 18% de participação de tributos, contra 16% na Alemanha. O índice cai para 9,9% no Japão e 6,8% nos Estados Unidos, no estado da Califórnia.

Deixe seu voto

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Veja Também

    Log In

    Forgot password?

    Don't have an account? Register

    Forgot password?

    Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

    Your password reset link appears to be invalid or expired.

    Log in

    Privacy Policy

    Add to Collection

    No Collections

    Here you'll find all collections you've created before.

    Quer receber notificações em sua tela?
    Não
    Permitir Notificações