Dupla de investidores e cunhado de princesa: saiba quem assume diretoria da Williams na F1

Gestores do grupo que adquiriu equipe, além de ex-piloto, cunhado da duquesa de Cambridge Kate Middleton, substituem Claire Williams, filha de fundador da equipe

Alguns dias depois de anunciar a venda da Williams para o grupo de investimentos Dorilton Capital, Claire Williams confirmou que deixará o comando da equipe aós o GP da Itália, domingo. Última representante da família fundadora no time, a britânica será substituída por um novo conselho administrativo composto por Matthew Savage e Darren Fultz, gestores da empresa, e o ex-piloto britânico James Matthews – este é cunhado da princesa Kate Middleton, casado com o príncipe William, um dos herdeiros da coroa britânica.

Claire Williams assumiu a chefia da equipe em 2013, após passagens pela comunicação do time e a diretoria comercial e de marketing. Sob sua gestão, a Williams foi por duas vezes a terceira colocada no campeonato de construtores, em 2014 e 2015 – com Claire no comando, o time obteve 15 pódios, mas nenhuma vitória. No entanto, a boa fase da equipe deu lugar a crise que, desde 2018, relegou o time de Grove ao último lugar no campeonato, desempenho que se repetiu na temporada seguinte e permanece em 2020, quando ainda sem pontuar.

O novo conselho administrativo da Williams será composto por Matthew Savage, dono da Dorilton Capital desde 2009. Formado em Física pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, Savage atuou por 22 anos em Londres e em Nova York na área de consultoria de fusão e reestruturação de organizações.

O segundo nome no comando da equipe é o de Darren Fultz, co-fundador da Dorilton Capital e atual diretor-executivo da empresa. Responsável pela consultoria de de planos estratégicos de crescimento e finanças corporativas da empresa, o gestor também acumula experiência com estratégia de marketing e análise, tendo se formado em Engenharia Industrial na Universidade da Califórnia.

O terceiro nome do conselho administrativo da Williams, James Matthews, possui uma trajetória antiga no automobilismo. O inglês de 45 anos é ex-piloto, campeão de 1994 da Eurocup Fórmula Renault e da Fórmula Renault britânica, por onde passou Pietro Fittipaldi em 2014. Matthews é casado com Pippa Middleton, irmã da duquesa de Cambridge Kate Middleton. O ex-piloto também teve passagem pela F3 britânica. Atualmente, é diretor-executivo da Eden Rock Group, empresa do setor de investimentos.

– A conquista de Claire em sustentar a herança, relevância e compromisso da Williams com a inovação num ambiente difícil desde que assumiu o comando em 2013 foi nada menos do que monumental. Ela também foi extremamente útil na formação de um ambiente técnico e financeiro mais nivelado para a F1, o que ajudará a garantir o retorno da equipe à frente do grid nas próximas temporadas. Estamos orgulhosos de levar o nome Williams para a próxima fase emocionante do esporte – disse Matthew Savage, novo gestor da equipe.

Ao comunicar sua saída do cargo, Claire Williams declarou que a decisão considerada difícil foi tomada pensando na permanência da Williams na categoria. A britânica era a última representante de sua família dentro do time e assumiu o comando em 2013 substituindo seu pai, Frank Williams, fundador da equipe.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário