Elenco do Corinthians se une em vídeo e nega cogitar greve por salários atrasados

Jogadores do Timão se manifestaram sobre os atrasos salariais da diretoria

Concentrados para a partida diante do Goiás, nesta quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), em Goiânia, pelo Brasileirão, os jogadores do Corinthians divulgaram um vídeo negando que estariam dispostos a fazer uma greve caso sigam com salários atrasados.

O vídeo foi gravado no hotel em que estão os jogadores estão concentrado. O capitão Cássio foi o porta-voz do elenco:

– Fala, Fiel! Estamos aqui, infelizmente, neste momento, enquanto estamos concentrados para um jogo tão importante, para falar de um assunto chato, na verdade uma grande mentira. Estão falando que nós, jogadores, estamos querendo fazer greve por conta de salário atrasado. É uma grande mentira, uma grande falta de respeito com nós, jogadores, e com nossas famílias. Somos jogadores de caráter, honramos a camisa do Corinthians, e a gente não aceita esse tipo de mentira. É uma mentira que só atrapalha o clube. As pessoas que estão falando, no meu ponto de vista, só querem conturbar o ambiente, e isso é uma grande mentira.

Segundo o diretor financeiro Matias Ávila, duas folhas devem ser quitadas ainda nesta semana. Após o acerto, ficarão pendentes apenas os pagamentos que deveriam ter sido feitos em agosto.

O vídeo dos jogadores foi motivado por um comentário do ex-jogador Edílson Capetinha, hoje debatedor da TV Bandeirantes. Ele afirmou que o elenco pensa em fazer uma greve caso não receba os atrasados. Os atletas negaram.

O alívio financeiro deve acontecer após o recebimento do valor da venda do lateral-esquerdo Carlos Augusto para o Monza, da Itália, que pagará R$ 25,7 milhões em 40% dos direitos do jogador.

O Corinthians iniciou a temporada com uma folha salarial de quase R$ 12 milhões. Com a pandemia e a redução de 25% acordada com o elenco, a folha passou a custar R$ 8,5 milhões por mês.

O clube espera receber nas próximas semanas o valor que será adiantado por um banco alemão referente à venda de Pedrinho ao Benfica, de Portugal.

Com a conclusão da transferência, o Timão fez um acordo para pegar o valor completo com uma instituição financeira internacional. A venda foi feita por cerca de R$ 117 milhões.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário