Quique Setién entrará na justiça contra o Barcelona para cobrar R$ 24 milhões

Ex-treinador do clube afirma que foi comunicado da demissão um mês após o anúncio oficial e que não recebeu indenização de acordo com contrato

Fora do comando do Barcelona desde 17 de agosto, Quique Setién entrará na justiça contra o clube catalão. O treinador, junto com sua equipe de auxiliares, divulgou nesta quinta-feira um comunicado em que afirma ter sido notificado oficialmente da demissão apenas ontem, um mês após o anúncio do desligamento. De acordo com a mensagem, a diretoria clube não tem intenção de cumprir os contratos de trabalho dele e da comissão técnica.

Segundo o jornal espanhol “As”, Setién cobrará quatro milhões de euros (R$ 24 milhões) do Barcelona, montante correspondente ao que receberia pela temporada 2020/21. O comunicado também informa que a comissão técnica foi surpreendida por uma “futura realocação” no clube, não informada previamente.

O Barcelona, por outro lado, entende que, ao anunciar Ronald Koeman como novo técnico, a destituição de Setién era automática. O clube considera ter o decorrer da temporada para pagar o espanhol. A medida, contudo, não impedirá que o recém-contratado holandês esteja no banco da equipe na estreia no Campeonato Espanhol, marcada para o dia 27.

Confira o comunicado na íntegra:

“Quique Setién, Eder Sarabia, Jon Pascua e Fran Soto comunicamos que, pelas últimas informações publicadas, queremos fazer os seguintes esclarecimentos:

Após um mês de silêncio absoluto por parte da administração do FC Barcelona, ​​e depois de vários pedidos nossos, ontem que finalmente recebemos as primeiras comunicações oficiais, via burofax. Estas comunicações revelam a clara intenção da diretoria de não cumprir os respetivos contratos de trabalho datados de 14/01/2020.

No meu caso, Quique Setién, é público e sabido que no dia 17 de agosto tanto o Clube quanto o Presidente anunciaram minha demissão com efeito imediato. Porém, só ontem, dia 16 de setembro (um mês depois), é que me enviaram, pela primeira vez, a comunicação escrita da referida demissão (sem qualquer acordo).

Quanto ao resto da comissão técnica, fomos informados, também ontem, para nossa surpresa, de uma “futura relocação” para o Clube.

Por tudo o que foi dito, fomos obrigados a colocar a resolução do conflito nas mãos de nossos advogados, devendo entrar com as ações judiciais correspondentes. E isso, a fim de preservar os nossos direitos e o que foi acordado em sua época com o FC Barcelona.”

Leave your vote

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Log In

    Forgot password?

    Don't have an account? Register

    Forgot password?

    Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

    Your password reset link appears to be invalid or expired.

    Log in

    Privacy Policy

    Add to Collection

    No Collections

    Here you'll find all collections you've created before.