"A verdade chegou rápido", diz parlamentar sobre Bolsonaro

“A verdade chegou rápido”, diz parlamentar sobre Bolsonaro

Deputados e senadores classificaram a reportagem do Jornal Nacional sobre o caso Marielle de sensacionalista e ardilosa

Parlamentares que apoiam o presidente Jair Bolsonaro na Câmara e no Senado disseram ao R7 Planalto que a reportagem do Jornal Nacional que citava o depoimento do porteiro do condomínio onde Bolsonaro tem casa no Rio de Janeiro nas investigações da morte de Marielle foi “ardilosa” e “sensacionalista”.

Para o deputado Otoni de Paula (PSC-RJ) a verdade chegou rápido e já esclareceu o que, segundo ele, é mentira “da polícia, da investigação e da Rede Globo”:

— Se a verdade não estivesse tão cristalina e se não tivesse batido à porta tão rapidamente, com menos de 24 horas, mostrando os áudios com os interfonemas daquele dia, mostrando que não houve interfonema pra casa do então deputado Bolsonaro naquele dia. Que é mentira da polícia, das investigações, que é mentira da Rede Globo eu diria que é preocupante, mas a verdade chegou rápido, criou asas e abraçou o presidente antes que a mentira pudesse derrubá-lo.

Para o senador Marcos Rogério (Dem- Ro), a reportagem exibida ontem pela Rede Globo se desmente: “a reportagem foi ardilosa”, disse.

— Espero que a gente durma e amanhã acorde em um País cheio de esperança.

O líder do Podemos, José Nelto (MG), usou a tribuna da Câmara para defender Bolsonaro dizendo que não se pode jogar a responsabilidade nas costas do presidente da República.

— Não podemos nesse momento jogar a responsabilidade nas costas do presidente. Eu vi o vídeo do presidente aqui no plenário. A imprensa antes de culpar alguém tem que ter dados completos. O ministro da Justiça pediu apuração. Todos queremos saber quem matou Marielle, mas não se pode culpar quem quer que seja sem provas. É preciso sensatez na nossa democracia.

O deputado Carlos Jordy (PSL-RJ), do partido do presidente, chama a reportagem de sensacionalista.

— É uma reportagem sensacionalista e a Globo tem os seus interesses. É uma denúncia caluniosa contra o presidente feita de forma irresponsável. Uma fala do porteiro dizendo que ele atendeu telefonema da casa de Bolsonaro que estava aqui. A presença é na digital, só se ele tivesse teletransporte. Como teve mentira do porteiro temos que agora apurar quem mandou ele mentir ou se ele foi induzido ao erro.

O parlamentar disse não acredita que as informações tenham sido vazadas pelo gabinete do governador Wilson Witzel (PSC-RJ).

— É estranho que vazamento de informações sigilosas vazadas pra imprensa e segundo revista teriam partido do governador. Não queremos fazer ilações e quero crer que ele não faria algo desse tipo até por ter sido eleito na esteira Bolsonaro.

Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail

Está Usando um Bloqueador?

Olá! Nosso site exibe anúncios, se você estiver com o bloqueador de anúncios ativado não irá conseguir ver o site de forma correta. Por favor, desabilite o bloqueador. Obrigado!