310 mil moradores do Alto Tietê estão com alguma dose da vacina contra Covid-19 em atraso

Maioria não recebeu segunda aplicação ou reforço, mas cidades estimam que mais de 10 mil não tenham tomado nem a primeira dose. Para contornar o cenário, cidades adotaram estratégias para atrair e conscientizar os faltosos.

Diversos moradores da região estão com a vacina em atraso — Foto: Vitoria Mikaelli/Prefeitura de Guararema

Segundo um levantamento realizado pelo g1 aponta que cerca de 310 mil moradores do Alto Tietê estão com alguma dose da vacina contra a Covid-19 em atraso. A maioria está em falta com a segunda aplicação ou a de reforço, mas as cidades estimam que 10,5 mil não tenham tomado nem a primeira.

O balanço inclui números enviados até quarta-feira (9) pelas prefeituras de Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Santa Isabel e Suzano. Arujá, Biritiba Mirim e Salesópolis também foram questionadas, mas não responderam.

O maior número de faltosos está em Itaquaquecetuba, onde 110.521 moradores estão com o esquema vacinal desatualizado. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, 81% passou do prazo para receber a dose adicional. Em seguida está Suzano, que tem 92.187 atrasados.

Para contornar o cenário, os municípios adotaram diversas estratégias, que têm como objetivo conscientizar e atrair os faltosos. Entre as ações, estão a busca-ativa, além de campanhas em rede sociais e até o uso de carro de som .

A imunização continua sendo a estratégia mais eficaz de combate à Covid-19. Dados estaduais apontam que o país vive uma “pandemia de não-vacinados”, pois a maioria das mortes ocorre entre o público que não completou o esquema vacinal

A dose de reforço também tem papel fundamental. Na Suíça, estatísticas mostram que  pessoas sem a vacina tem 50 vezes mais chances e morrendo que as que receberam a dose de reforço. Além disso, a aplicação adicional tem se mostrado indispensável no combate à variante ômicron.

Confira os números de atrasados e as estratégias de cada cidade

Ferraz de Vasconcelos

Em Ferraz de Vasconcelos, 9.396 pessoas estão com a segunda dose em atraso e 14.169 não receberam a adicional, segundo a Prefeitura. A cidade afirma que mais de 37,2 mil moradores com 12 anos ou mais ainda não foram imunizados com nenhuma aplicação.

A cidade informou que tem realizado, constantemente, campanhas de sensibilização e alertas por meio de redes sociais, faixas e cartazes. Além disso, promove estratégias de vacinação em dias e horários alternativos. A Secretaria de Saúde também faz busca ativa por meio de ligações.

Guararema

A segunda dose está em atraso para 1.148 moradores de Guararema. Segundo a Prefeitura, 8.264 passaram do prazo para receber o reforço, enquanto 261 com mais de 18 anos não tomaram nem a primeira.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que, para reduzir os índices de atrasados, realiza reagendamentos e campanhas de conscientização sobre a importância de cada dose.

Itaquaquecetuba

De acordo com a Secretaria de Saúde de Itaquaquecetuba , 18.749 moradores estão com a segunda dose em atraso, enquanto outros 89.528 ainda não tomaram o reforço.

A cidade também estima que cerca de 2,2 mil pessoas acima de 18 anos não tenham recebido nenhuma dose do imunizante.

A Prefeitura informou que realiza a busca ativa dos faltosos por ligação e WhatsApp, além de promover campanhas pelas redes sociais.

Mogi das Cruzes

Cerca de 18 mil moradores estão com atraso na segunda aplicação da vacina em Mogi das Cruzes, segundo a administração municipal. A cidade informou que não possui os números referentes à dose de reforço e que a aplicação da primeira já atingiu 94% da população adulta.

A Secretaria Municipal de Saúde ressalta que mantém uma busca ativa por meio das unidades em seus territórios e pelo Sistema Integrado de Saúde (SIS) 160, que efetua ligações para as pessoas estimulando e oferecendo o agendamento.

“O trabalho é extremamente positivo, principalmente em casos de esquecimento ou dúvida entre os munícipes”, destacou.

Poá

Em Poá, o número de pessoas com a segunda dose atrasada chega a 5.580. Segundo a Prefeitura, outros 27.948 moradores precisam tomar o reforço.

A cidade ainda estima que cerca de 6 mil não tenham recebido nem a primeira aplicação. Porém, afirma que faz uma busca ativa para contornar o índice de atrasados.

Santa Isabel

Aproximadamente 2.036 pessoas acima de 18 anos não tomaram nenhuma dose do imunizante em Santa Isabel. A Secretaria Municipal de Saúde informou que 2.311 estão em atraso com a segunda aplicação, enquanto 12.480 passaram do prazo de receber o reforço.

Para atrair os faltosos, a Prefeitura de Santa Isabel afirma que intensificou as divulgações da campanha de vacinação por meio da imprensa local e da internet. Além disso, conta com um carro de som e realiza busca ativa por ligações telefônicas e mensagens via aplicativo.

Suzano

A segunda dose contra a Covid-19 está atrasada para 18.845 moradores de Suzano, sendo que 73.342 também não foram tomar o reforço. Porém, a cidade diz que já alcançou 100% do público acima de 18 anos com, pelo menos, uma aplicação, tendo como base a estimativa populacional do IBGE.

A Secretaria Municipal de Saúde disse que está se programando para abrir algumas unidades de saúde aos sábados. A medida tem o objetivo de vacinar o público que possui alguma dificuldade de comparecer em dias úteis.