Dezembro de 2021 teve maior números de casamentos no Alto tietê desde a pandemia

Dezembro de 2021 teve maior números de casamentos no Alto tietê desde a pandemia

Dados são da Arpen e indicam aumento em relação ao mesmo mês de 2020. Porém, índice ainda está abaixo do observado antes da Covid-19.

O número de casamentos registrados nos cartórios do Alto Tietê em dezembro de 2021 foi o maior desde o início da pandemia. De acordo com a Associação de Registradores de Pessoas Naturais (Arpen), 1.041 casais oficializaram a união ao longo do mês.

O número foi o maior para um mês desde o início da pandemia e representa um aumento de 4,4% na comparação com 2020, quando 971 matrimônios foram certificados. Apesar disso, o levantamento mostra que o índice ainda é inferior ao observado em 2019 (veja abaixo).

O levantamento inclui informações de Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano. Segundo a Arpen, é considerado o local de registro e, não necessariamente, onde a pessoa vivia.

O total de casamentos registrados em dezembro de 2021 se aproxima do observado antes da pandemia, mas ainda é inferior. No mesmo mês de 2019 foram cerca de 13,3% a mais.

Ao longo dos dois anos seguintes, as uniões em cartório chegaram ao patamar mais baixo da história: maio, conhecido como ‘mês das noivas’, teve apenas 325 matrimônios firmados no ano passado. 

Casamentos registrados em dezembro no Alto Tietê

CIDADE20202021
Arujá5860
Biritiba Mirim821
Ferraz de Vasconcelos10399
Guararema1229
Itaquaquecetuba176168
Mogi das Cruzes284306
Poá8688
Salesópolis157
Santa Isabel3327
Suzano196209
Fonte: Arpen-SP

Entre os municípios, Biritiba Mirim foi o que registrou o maior aumento com 163% mais casamentos em 2021. Na sequência está Guararema, com uma alta de 141,6%, seguida por Mogi das Cruzes (7,7%), Suzano (6,6%), Arujá (3,4%) e Poá (2,3%).

Já a maior redução foi em Salesópolis, com 53% menos uniões em cartórios, acompanhada por Santa Isabel, com uma queda de 18,1%. Em Itaquaquecetuba e Ferraz de Vasconcelos a diminuição foi de, respectivamente, 4,5% e 3,8%.

Alta esperada em dezembro

Segundo a Arpen, dezembro é o mês em que o Brasil realiza o maior número de casamentos. O período é o preferido para as celebrações, pois coincide com as férias coletivas de trabalhadores, recessos escolares das crianças, assim como o recebimento do 13º salário. Além disso, especialmente neste ano, a alta acompanhou a queda nos índices da pandemia.

“Chegando ao número de 70% da população do estado de São Paulo vacinada, os cidadãos se sentem mais seguros para retomar os atos essenciais de sua vida, sendo que o casamento é um dos sonhos mais esperados e aguardados por todos”, explicou o presidente da Arpen, Luis Carlos Vendramin Junior.

Como casar em cartório

Para realizar o casamento civil é necessário que os noivos, acompanhados de duas testemunhas (maiores de 18 anos e com seus documentos de identificação), compareçam ao Cartório de Registro Civil da região de residência com, pelo menos, 30 dias de antecedência para dar entrada na habilitação do casamento.

Devem estar de posse da certidão de nascimento (se solteiros), de casamento com averbação do divórcio (para os divorciados), de casamento averbada ou de óbito do cônjuge (para os viúvos), além de documento de identidade e comprovante de residência. O valor do casamento é tabelado em cada Estado, podendo variar de acordo com a escolha dos noivos.

Veja mais notícias como esta em Alto Tietê