Guarulhos vive pior momento em número de casos e mortes desde o início da pandemia

Guarulhos vive pior momento em número de casos e mortes desde o início da pandemia

Taxas seguem em alta neste início de abril, indicando que este mês deve ser ainda pior que março, até aqui o mais letal

Desde o início da pandemia de Covid-19, em março de 2020, Guarulhos – assim como outros municípios brasileiros – vive o pior momento tanto em número de casos como em mortes decorrentes da doença. Já são 2.781 óbitos registrados na cidade, sendo que 544 destes somente no mês de março. Nos últimos 7 dias (entre 31 de março e 6 de abril), 200 guarulhenses perderam a vida na cidade. A média é de 28,5 vidas perdidas por dia. Na última quinta-feira, dia 1, a média diária de óbitos chegou a 34,57, segundo dados divulgados pelo Seade, sistema de informações do Governo do Estado.  

Não bastassem os tristes números de óbitos, os registros de novos casos seguem em alta. São 42.091 registrados até aqui pelo Seade e 54.638, segundo a Vigilância Epidemiológica Municipal. São 1.765 novos casos nos últimos 7 dias, o que dá uma média móvel de 252 por dia. O ápice ocorreu também em 1 de abril com 279 por dia. Houve queda durante o final de semana prolongado, baixando para 234 no domingo, 4. Mas desde segunda, o índice voltou a subir, numa indicação de que a pandemia segue em ascensão em Guarulhos.  

Ao mesmo tempo, a taxa de ocupação de UTIs em Guarulhos segue em alta. Nesta terça-feira, atingiu 95% nos hospitais públicos, chegando 97,4% nos dois estaduais instalados na cidade e a 92,0% nos municipais

Anúncio Patrocinado
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Artigos Relacionados

Outras Notícias

Alto Tietê Online Receba novidades e notificações na tela do seu dispositivo.
Não
Permitir Notificações