Prefeitura de Mogi decreta fase crítica; circulação de pessoas será restringida

Prefeitura de Mogi decreta fase crítica; circulação de pessoas será restringida

Medidas foram anunciadas nesta sexta-feira (19) e começam a valer na segunda-feira (22).

A Prefeitura de Mogi das Cruzes anunciou que a cidade vai entrar na fase crítica, com mais restrições do que a atual emergencial, a partir de segunda-feira (22). A medida terá a vigência de 10 dias.

Entre os principais pontos está a restrição da circulação de pessoas durante as 24 horas do dia a fim de evitar aglomerações em praças, estacionamentos e ruas. A circulação de pessoas será permitida quando necessário para ir à farmácia, hospital e mercado.

As medidas foram anunciadas pelo prefeito Caio Cunha durante entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (19).

O prefeito não descartou decretar lockdown, mas afirmou que ainda não decretou porque outros municípios da região não vão entrar. Segundo Caio Cunha, sem uma ação em conjunto a medida não será eficaz.

Anúncio Patrocinado

Cunha afirmou que a decisão vai depender da resposta desses dez dias da fase crítica. Segundo o prefeito, se piorar a saída será um lockdown. Caso melhore existe a possibilidade de flexibilização.

Nesta sexta-feira (19), o secretário municipal de Saúde Henrique Naufel falou sobre o colapso enfrentado pelo sistema de saúde da cidade, que tem 100% de ocupação nos leitos de UTI há mais de uma semana. Nos leitos de enfermaria, a ocupação estava acima de 95% nesta sexta.

Segundo a Prefeitura, o objetivo maior é que haja a cooperação entre as forças de segurança, como Polícias Militar Civil e Guarda Municipal. “Eu reunião ainda nesta sexta-feira entre as citadas instituições, também foram debatidas ações adicionais, como a possibilidade de implantação de barreiras para coibir a descida em direção à Bertioga, reforço no policiamento na área central e adjacências, para coibir furtos em períodos de fechamento do comércio, apoio em situações onde há registro de aglomerações e apoio também em áreas afastadas e locais já conhecidos e já autuados, como quadras de esportes e bairros onde normalmente a fiscalização tem sido acionada”, informou a Prefeitura.

Confira os principais pontos da fase crítica

  • Cancelamento de drive-thru para serviços que não sejam de farmácia e mercados. Nos demais estabelecimentos apenas delivery.
  • Supermercados vão poder abrir por 24 horas, mas acesso será restrito. Não poderá entrar mais de um membro de família, sendo a capacidade de uma pessoa por 20 m².
  • Aumento reforço de segurança e fiscalização para disponibilizar mais efetivo para Mogi para poder com as polícias Civil e Militar nas ruas, com possibilidade de contratar uma empresa para ajudar na fiscalização.
  • Suspensão dos cortes de água e luz;
  • Aplicativo “Vitrina” para as vendas on-line e a Prefeitura afirmou que verifica o que pode oferecer para os microempreendedores na parte financeira;
  • Manter o efetivo de ônibus;
  • Postos de gasolina continuam abertos;

Ampliação

O prefeito Caio Cunha informou ainda que está atrás de insumos para usar o prédio da Maternidade Municipal como uma possibilidade para atender aos pacientes com o novo coronavírus. Mas para isso é necessário uma obra interna, como piso, ar-condicionado, o que deve demorar cerca de dois meses.

Outra alternativa é o Ginásio Municipal que está preparado para isso. Mas, segundo a Prefeitura, o problema não é só leito e equipamentos. Atualmente também existem dificuldades com recursos humanos, porque faltam profissionais.

Anúncio Patrocinado

Por enquanto, a antecipação de feriados está descartada, mas pode ser implantada no futuro.

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Artigos Relacionados

Outras Notícias

Alto Tietê Online Receba novidades e notificações na tela do seu dispositivo.
Não
Permitir Notificações