Doria diz que estudo para a implantação de alça de acesso ao Rodoanel em Suzano será concluído em breve

Governador não deu prazo para a divulgação do estudo. Ele esteve na cidade para entregar as obras de modernização da rodovia Índio Tibiriçá (SP 031).

O governador João Doria divulgou neste sábado (3) que o estudo para a implantação de uma alça de acesso ao Rodoanel Mario Covas, em Suzano, está próximo de ser finalizado. “A palavra é positiva, há uma boa expectativa, mas nós vamos esperar o término dos estudos, para então fazer o anúncio definitivo”, disse.

A retomada das obras no trecho final do rodoanel , que passa pelas cidades de Arujá, Guarulhos e São Paulo, também foi lembrada pelo governador. Seguindo Doria, até dezembro de 2022, 70% estarão concluídos, e até dezembro de 2023 outros 30%.

Doria visitou a cidade do Alto Tietê durante a tarde, quando entregou as obras de modernização da Índio Tibiriçá (SP-031), rodovia que liga as regiões do Alto Tietê e ABC Paulista. Por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), foram investidos R$ 19 milhões no empreendimento. As intervenções beneficiam 1,9 milhão de habitantes do entorno e mais de 16 mil motoristas que utilizam a via diariamente.

A Índio Tibiriçá recebeu obras para recuperação da pista, em uma extensão total de 37,2 quilômetros, nova sinalização, com tachões refletivos, e equipamentos de segurança como defensas e muretas de concreto. Foram construídas ainda três rotatórias, nos km 58,5, km 59,8 e km 60,8. Entre o km 58,4 e o km 62,2 a pista foi dividida, sendo mantido um sentido para cada lado.

PUBLICIDADE

O governador também foi questionado sobre a proposta da Agência de Transportes do Estado de São Paulo de instalar um pedágio na Rodovia Mogi-Dutra (SP 088), dentro do processo de concessão das rodovias do litoral paulista. Após anunciar que a praça de cobrança não seria mais instalada no quilômetro 45 da rodovia, a Artesp informou que realizaria novos estudos para apontar uma alternativa.

No entanto, segundo Doria, até o momento não há uma definição. “Verifiquei inclusive antes de vir para cá se havia alguma manifestação a curto ou médio prazo neste sentido. Por enquanto, não se mexe em pedágio e nem se acrescenta pedágio”, pontuou.

Na comitiva do governador estava também o secretário de estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, que disse ainda não haver uma definição em relação ao funcionamento futuro do Hospital das Clínicas de Suzano, que iniciou as atividades durante a pandemia, mas atende apenas aos pacientes com a Covid-19.

“Existe um planejamento da Secretaria de Saúde, mas neste momento ele ainda é Covid-19. Depois a gente poderá passar mais detalhes [se a unidade será portas abertas]”.

Comentários

mood_bad
  • Nenhum comentário.
  • Comentar
    Alto Tietê Online Quer receber notificações de novidades, promoções e outros assuntos?
    Dispensar
    Permitir Notificações