Operação conjunta impede festa clandestina com cerca de 350 pessoas em Suzano

Outros sete estabelecimentos funcionando de forma irregular foram interditados no fim de semana.

As ações de fiscalização da Prefeitura de Suzano resultaram no fechamento de mais uma festa clandestina no sábado (8). Por meio de denúncia anônima, os agentes descobriram um evento ilegal acontecendo em uma propriedade no Jardim das Lavras, próximo à divisa com Ribeirão Pires, com 350 participantes.

Além do evento ilegal, mais sete estabelecimentos funcionando de forma irregular foram interditados no fim de semana.

Aproximadamente às 23h50, a central de acolhimento de denúncias da Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano foi informada sobre uma possível aglomeração acontecendo em uma chácara do bairro.

Segundo o relato anônimo, a festa ilegal contava com centenas de participantes, sendo que a maioria dos presentes, incluindo o organizador, era de Ribeirão Pires. Com as informações em mãos, diversas viaturas foram encaminhadas para atender o caso.

PUBLICIDADE

A operação conjunta foi realizada pela Ronda Ostensiva Municipal (Romu), o Canil da GCM e o setor de Fiscalização de Posturas. Eles também contaram com o apoio da GCM de Ribeirão Pires, que participou por causa da suspeita de que os frequentadores seriam da cidade vizinha.

Ao se aproximar do local os agentes já puderam notar o som alto do evento clandestino. Chegando lá, encontraram uma festa em andamento, com cerca de 350 pessoas bebendo e comemorando, em desrespeito a todas as regras sanitárias de combate ao novo coronavírus (Covid-19).

A aglomeração foi dispersada pelos guardas e inúmeros fardos de bebidas alcoólicas foram apreendidas, junto outros utensílios usados pelos infratores na ocasião. O local foi interditado e o proprietário será multado pelo descumprimento do decreto municipal, ação que contribui para a proliferação da Covid-19 e afeta a segurança de todos os cidadãos.

Além desta ação conjunta, Suzano segue intensificando as fiscalizações aos finais de semana para atender denúncias e verificar o funcionamento dos comércios. Entre as noites de sexta-feira e sábado, os agentes municipais vistoriaram 13 estabelecimentos da região central e adjacências, entre bares, adegas, tabacarias e cervejarias. Eles foram denunciados por irregularidades.

Destes, sete foram interditados por operar além do horário de funcionamento permitido e desrespeitar o limite de lotação. As ações foram realizadas pela Vigilância Sanitária, pela Fiscalização de Posturas e pela GCM, com o apoio da Polícia Militar.

Atualmente Suzano está na “Fase de Transição” do Plano São Paulo. Os estabelecimentos podem operar com público limitado a 30% da capacidade total, devem respeitar horário de funcionamento estipulado, das 6h às 21h, e seguir protocolos para padrões de higiene, como a oferta de álcool gel, aferição de temperatura, respeito ao distanciamento mínimo entre as pessoas e outras ações que visem a proteção e a segurança de todos os presentes. O uso de máscara segue obrigatório para todos os cidadãos, em espaços fechados e abertos.

Para realizar denúncias sobre funcionamento inadequado de comércios basta ligar para o Departamento de Fiscalização de Posturas no telefone (11) 4745-2046. Aglomerações e festas clandestinas podem ser denunciadas por meio do “Disk Aglomeração” de Suzano, no WhatsApp 99317-3821.

Comentários

mood_bad
  • Nenhum comentário.
  • Comentar
    Alto Tietê Online Quer receber notificações de novidades, promoções e outros assuntos?
    Dispensar
    Permitir Notificações