As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas mediante o preenchimento de formulário eletrônico.

O Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado, instituído pelo Decreto nº 9.906, de 9 de julho de 2009, vai premiar iniciativas de pessoas e entidades que por meio do engajamento de voluntários tenham contribuído com a ajuda humanitária e/ou a transformação social de regiões e/ou grupos vulneráveis.

A edição de 2022 está dividida em quatro categorias, são elas: voluntariado nas Organizações da Sociedade Civil; voluntariado no Setor Público; voluntariado Empresarial e Indivíduos Voluntários (pessoa física). A premiação do evento será realizada em caráter simbólico, mediante prêmio de reconhecimento das 20 melhores iniciativas de voluntariado realizadas, em âmbito regional, no país nos últimos 12 meses.

Poderão concorrer ao prêmio na edição 2022 organizações públicas e privadas e indivíduos que desenvolvam diretamente atividades de voluntariado, incluídas as entidades privadas sem fins lucrativos e as organizações religiosas que se dediquem às atividades ou a projetos de interesse público e de cunho social. Também poderão concorrer ao prêmio órgãos ou entidades públicas.

Poderão se inscrever, apenas as iniciativas de voluntariado desenvolvidas no Brasil e que tenham sido executadas nos 12 meses anteriores à divulgação deste edital. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas mediante o preenchimento de formulário eletrônico, disponibilizado neste endereço, no período de 9 de julho a 7 de agosto.

O regulamento completo poderá ser acessado através deste link

O que é o Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado

Instituído em 09 de julho de 2019, por meio do decreto nº 9.906, o Programa é coordenado pela Casa Civil da Presidência da República, por meio de uma Secretaria Executiva. O objetivo do programa é fomentar a prática do voluntariado como um ato de humanidade, cidadania e amor ao próximo, entre o governo, as organizações da sociedade civil e o setor privado, além de incentivar o engajamento social.

Fonte: Gov.br

Deixe um comentário