SP anuncia fim do rodízio de alunos na rede municipal a partir do dia 25

Por Luana
Compartilhe

Presença ainda é facultativa. Medida foi autorizada por órgãos de saúde com protocolos, como uso de máscara e álcool em gel

A Prefeitura de São Paulo anunciou o fim do rodízio de alunos no atendimento presencial nas escolas da rede municipal. A medida, baseada em orientações dos órgãos de saúde, passa a valer a partir do dia 25.


Agora as unidades de ensino fundamental e médio poderão receber 100% dos alunos sem a necessidade de distanciamento, mas com uso de máscara e álcool em gel. Elas terão mais de dez dias para se adaptar ao retorno presencial e para contatar os familiares dos estudantes e passar orientações.

“Desde o início, nós seguimos as orientações da Saúde e da Vigilância Sanitária. Neste momento, a Saúde diz que todos os alunos podem ser atendidos todos os dias”, disse o secretário municipal de Educação, Fernando Padula.

Apesar de a participação presencial ainda estar a critério dos pais e responsáveis, é necessário assinatura no termo de responsabilidade e comprometimento para a retirada das atividades e da presença nas aulas remotas.

Escolas abertas

Na rede municipal, as escolas foram reabertas em 15 de fevereiro, com limite de capacidade de até 35% dos estudantes, em formato de rodízio. Para a educação infantil (CEIs, Cemeis e Emeis) também havia o limite de até 35%, porém sem revezamento de alunos.

Em 17 de março, com a piora dos indicadores da pandemia de Covid-19 na cidade de São Paulo, foi adiantado o recesso escolar de julho. As atividades foram retomadas em 12 de abril, ainda em formato de rodízio.

Veja mais notícias como esta em Brasil, Notícias

Deixe seu comentário