Créditos para negativados utilizando o FGTS. Veja a possibilidade

Créditos para negativados utilizando o FGTS. Veja a possibilidade

O Governo Federal pretende liberar pelo Caixa Tem, uma nova linha de empréstimo que usa o FGTS. Saiba mais. 

Continua após a publicidade

Conforme informações oficiais, o governo pretende remanejar cerca de R$ 13 bilhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para viabilizar um novo programa de crédito. 

A ideia é disponibilizar os créditos através do aplicativo da Caixa Tem, através da criação de um fundo investidor utilizando o FGTS, em formato parecido com o Pronampe. Segundo integrantes do governo, o novo programa impactaria cerca de 20 milhões de micro e pequenos empreendedores. 

Conforme as estimativas, além de permitir os créditos a pessoas com restrições no CPF, o banco espera liberar 5 vezes mais capital do fundo investidor. Desta maneira, o potencial do empréstimo seria R$ 67,5 bilhões. 

Ademais, em virtude do vínculo com Fundo de Garantia, o novo programa possui um maior potencial do que os empréstimos oferecidos pelo Crédito Caixa Tem, lançado em dezembro pelo banco. 

Nas vésperas de um ano eleitoral, a atual gestão do país pretende liberar a nova possibilidade de crédito através de uma medida provisória, que por sua vez, altera a lei que institui o FGTS. 

Cabe salientar que na criação deste fundo investidor que viabiliza o novo programa de crédito, será o Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) junto ao FGTS, de modo que o aporte seria de R$ 500 milhões. 

De quanto seriam os empréstimos?

Caso a proposta seja aprovada, em resumo, os interessados poderiam contratar empréstimos cujos valores variam de R$ 500 a R$ 15.000, conforme o intuito e a possibilidade do crédito. 

Ademais, como já brevemente introduzido, caso a medida entre em vigor, micro e pequenos empresários poderão contratar os referidos valores diretamente pelo aplicativo Caixa Tem. A plataforma foi, inicialmente, desenvolvida para distribuição do Auxílio Emergencial, todavia, cada vez mais vem disponibilizando novos serviços e funções

Fonte: Jornal contábil

Veja mais notícias como esta em Economia, Geral

Deixe um comentário