Série de ataques criminosos compromete atendimento na UBS da Vila Santo Antônio, em Ferraz

Angelis Publicidade e Gráfica
COMPARTILHE
PUBLICIDADE

Última invasão foi na madrugada desta quarta-feira (4) e suspendeu a aplicação de vacinas na unidade. Pediatra parou de atender no local depois de ser assaltada.

A Unidade Básica de Saúde da Vila Santo Antônio, em Ferraz de Vasconcelos, foi invadida por criminosos. Além dos objetos furtados, o local foi vandalizado e ficou sem energia, que comprometeu o atendimento nesta quarta-feira (4).

Na unidade, o cadeado já tinha sido trocado, mas os vândalos quebraram novamente, para desligar o disjuntor. A energia só foi religada de manhã quando os funcionários chegaram. Todo o estoque das vacinas foi retirado da unidade, devido o tempo sem refrigeração. O atendimento ficou suspenso durante todo o dia.

Com isso, a dona de casa Jenifer Thainá ficou sem atualizar a caderneta da filha de 4 meses. “A criança precisa da vacina, ela precisa porque é contra vários tipos de doença. A gente fica preocupado”, ressalta.

A grade pode ter servido de escada para os invasores durante a madrugada de. A suspeita é que eles tenham entrado pela janela no alto. Era a única que estava aberta pela manhã. Uma impressora foi levada, além das esquadrias das janelas. A unidade já tinha sido invadida na madrugada de segunda-feira (2).

Desde o ano passado, duas médicas já foram assaltadas no estacionamento e tiveram os carros levados pelos criminosos. Uma delas era a pediatra do posto. Ela deixou o trabalho e até hoje a vaga está aberta.

A coordenadora da atenção básica, Carla Rosana Rocha, diz que realizou um termo de referência para conseguir pediatra e outras especialidades. “Porém, a gente tem um pediatra, e está tentando fazer a distribuição da carga horária dele, para contemplar mais um tempinho aqui”, conta.

Sobre a vacinação a coordenadora de atenção básica garante: o atendimento volta nesta quinta-feira (5). “As que a gente teve que retirar hoje foram para análise. Se for verificado que elas tem condições, voltam. Se não, serão descartadas. Nós temos doses para repor”, detalha.

Ainda de acordo com a coordenadora da atenção básica, de imediato foi contratado um segurança para atuar no local. Além disso, guardas civis municipais vão acompanhar a entrada e a saída de funcionários, no estacionamento da unidade.

Em nota, a Polícia Militar disse que o policiamento na Vila Santo Antônio é feito com o patrulhamento de viaturas e com o apoio de motos.

Além disso, existe ainda o trabalho da Força Tática, da Ronda Escolar e uma base comunitária móvel. Segundo a PM, só em janeiro, 24 pessoas foram presas, duas armas apreendidas e nove veículos roubados foram recuperados.

ASSUNTOS
COMPARTILHE
MAIS NOTÍCIAS
OUTRAS NOTÍCIAS