Novo Auxílio de R$ 150 é aprovado. Veja quem pode receber

Por Luana
Compartilhe
Novo Auxílio de R$ 150 é aprovado. Veja quem pode receber

Novo Auxílio vai atender pessoas que estão no Cadúnico e vai juntar uma série de programas sociais em um só.

A Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou nesta terça-feira (14), a criação de mais um auxílio social. Desta vez, trata-se do Plano DF Social. O programa vai apenas para pessoas que moram em Brasília e que tenham um cadastro ativo no Cadúnico; pelo menos é isso o que dizem as regras.

De acordo com as informações oficiais, o benefício em questão vai para pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social e que tenham renda per capita de menos do que meio salário mínimo. Hoje, esse patamar é de R$ 550, considerando que o piso salarial no Brasil hoje é de R$ 1100.

Pelo que se sabe, esse projeto é de autoria do Governo do Distrito Federal. Na Câmara Legislativa, ele foi aprovado por 20 votos a 0, mostrando que ele não teve muita dificuldade para passar. Logo depois dessa aprovação, o texto vai voltar para o gabinete do Governador. Por lá, ele deve sancionar o conteúdo.

Acredita-se que o DF Social é uma substituição do antigo DF Sem Miséria. O programa anterior tinha como base os pagamentos do Bolsa Família. Com o fim desse benefício do Governo Federal, então os repasses acabaram ficando em suspenso. Eles voltam agora em dezembro.

O DF Social funciona como uma espécie de junção de uma série de programas sociais menores de Brasília. A soma de todos eles pode chegar a R$ 150. Então esse é essencialmente o valor básico que os usuários irão receber por lá. Pelo menos é isso o que diz o texto oficial do projeto em questão.

Como me inscrever no Auxílio

De acordo com o site oficial do Governo do Distrito Federal, não é preciso se inscrever para ter direito ao DF Social. Isso porque eles irão analisar os dados que estão dispostos no Cadúnico para decidir quem vai poder entrar no projeto.


que dá para adiantar é que as pessoas que estavam no antigo programa DF sem Miséria terão prioridade. Além disso, o Governo local também deverá priorizar os indivíduos que possuem uma renda per capita mais baixa.

Não sou de Brasília, o que faço?

Para quem não é de Brasília, essa é uma informação que não muda muita coisa. Isso porque, como dito, apenas as pessoas que são da capital federal é que poderão tentar receber esse montante, ao que diz a regra.

Mas o usuário de outras unidades da federação poderão tentar encontrar novos projetos em suas próprias regiões. Vários estados estão oferecendo benefícios neste momento. Então é importante visitar os sites oficiais ou ligar para as secretarias de assistência social.

Do ponto de vista nacional, há duas possibilidades. A primeira é o Auxílio Brasil do Governo Federal. O Planalto já começou a liberar esses pagamentos desde novembro. Mas a expectativa é inserir mais gente nele a partir de janeiro de 2022.

Além disso, há o pagamento do vale-gás. Ainda não há uma data exata para o início desses repasses, mas o Governo vem garantindo que eles irão começar a acontecer já agora em dezembro. Estima-se que cerca de 5,5 milhões de pessoas poderão receber.

Veja mais notícias como esta em Geral

Você sabia que o Alto Tietê Online está no Facebook, Instagram, Telegram, Whatsapp  e no Google News? Siga-nos por lá.

Deixe seu comentário