Em estado grave, bebê guarulhense de 1 mês não consegue transferência pelo Estado para cirurgia do coração

Por Luana
Compartilhe
Em estado grave, bebê guarulhense de 1 mês não consegue transferência pelo Estado para cirurgia do coração

“Minha bebê sofre por não estar em casa, a base de medicamentos, lutando pela vida”. O relato de Elaine do Nascimento Santos, moradora do Jardim Cumbica, mostra a gravidade da situação de Maria Eduarda Santos, uma bebê que nasceu no dia 18 de novembro – no Hospital Geral de Guarulhos – e aguarda uma transferência desde então.

A criança nasceu prematura, de 36 semanas, em uma cesariana realizada na unidade, administrada pelo Governo do Estado. Ela é uma bebê cardiopata, pois uma das veias não transmite a quantidade de sangue suficiente para os órgãos. Desde então, na UTI Neonatal, ela aguarda transferência via Cross (sistema do Governo) para uma unidade especializada para realizar a cirurgia do coração. Contudo, não consegue o atendimento necessário e o caso é gravíssimo.

“Peço ajuda das autoridades, porque é desconfortável ficar indo ao hospital todos os dias sem saber os próximos passos. Preciso da cirurgia dela”, afirma Elaine.

O que diz o Estado?

GuarulhosWeb procurou a Secretaria estadual de Saúde, que não deu previsão de transferência para Maria Eduarda. “O Hospital Geral de Guarulhos tem prestado toda a assistência adequada a paciente M.E.S. com auxílio de equipe multidisciplinar especializada, e recebe os cuidados necessários para suas necessidades clínicas atuais. A Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (CROSS) está monitorando diariamente o caso com a finalidade de auxiliar na transferência para serviço de referência”, diz a resposta à reportagem.

“Cabe destacar que a transferência de um paciente não depende exclusivamente de disponibilidade de vagas, mas também de quadro clínico estável e ausência de infecções, por exemplo, que permita o deslocamento a outro serviço de saúde para sua própria segurança. O hospital está à disposição dos familiares, que estão sendo orientados diariamente”, completa.

Fonte: Guarulhosweb


Veja mais notícias como esta em Guarulhos

Você sabia que o Alto Tietê Online está no Facebook, Instagram, Telegram, Whatsapp  e no Google News? Siga-nos por lá.

Deixe seu comentário