Guarulhos sobe tarifa de ônibus para R$ 5 para quem paga em dinheiro e R$ 4,90 no Bilhete Único

Por Luana
Compartilhe
Guarulhos sobe tarifa de ônibus para R$ 5 para quem paga em dinheiro e R$ 4,90 no Bilhete Único

Preço da tarifa sobe para R$ 5,50 para as empresas que concedem vale-transporte

Os usuários de transporte público em Guarulhos vão pagar a tarifa mais cara a partir de 2 de janeiro de 2022. Após três anos sem reajustes, a Prefeitura definiu aumento de 10% no valor do Bilhete Único, que sobe de R$ 4,50 para R$ 4,90.

As pessoas que pagam a tarifa em dinheiro vão ter que desembolsar R$ 5 por viagem, ante R$ 4,70 do preço atual. Já para as empresas o aumento é maior. O vale-transporte sobe de R4 4,94 para R$ 5,50.

De acordo com a gestão municipal, o reajuste é abaixo da inflação, que no acumulado dos últimos três anos chegou a 20,4%, segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pela IBGE.

Neste ano a Prefeitura investiu R$ 71 milhões em subsídios ao sistema de transporte municipal. Sem esse aporte, a passagem dos ônibus em Guarulhos custaria R$ 5,52 para todos os passageiros, inclusive àqueles que gozam de gratuidades, como idosos de 65 anos ou mais, estudantes e professores.

Somente o óleo diesel, um dos principais insumos utilizados no transporte, aumentou, no ano de 2021, mais de 65%. Há ainda pressão de outros valores, como folha de pagamento, peças e renovação da frota, que é atualizada todos os anos.

Em 2021 as empresas que participam do sistema de concessão incluíram 50 novos veículos equipados com ar condicionado. Desde 2017, mais de 70% de toda a frota foi completamente renovada em Guarulhos, incluindo os micro-ônibus utilizados pelo sistema de permissionários. 


Para evitar reajustes, o prefeito Guti (PSD) faz parte de uma frente nacional de dirigentes municipais que pressionam o Congresso Nacional a aprovar uma lei para que a União repasse aos municípios os valores investidos nas gratuidades, como aquelas concedidas a idosos e estudantes, entre outros públicos específicos. No entanto, sem a aprovação de um projeto neste sentido até o momento, diversas prefeituras se viram obrigadas a majorar os valores.

Na capital paulista, estudos apontam que a tarifa deve ir a R$ 5,10. Em Mogi das Cruzes as passagens subiram para R$ 5,00 neste mês. Municípios do ABC paulista e do Alto Tietê, que já cobram tarifas mais altas que Guarulhos, como São Bernardo (onde o valor era de R$ 4,75 e irá para R$ 5,10), também irão majorar os valores a partir de 2 de janeiro. Em Diadema, a tarifa em dinheiro passará para R$ 5,10 e, para o vale-transporte, R$ 6,00. Em Piracicaba, no interior paulista, a tarifa passará de R$ 4,80 para R$ 5,60.

Veja mais notícias como esta em Guarulhos

Você sabia que o Alto Tietê Online está no Facebook, Instagram, Telegram, Whatsapp  e no Google News? Siga-nos por lá.

Deixe seu comentário