Justiça condena veterinária a pagar R$ 50 mil por burlar vacinação em Guarulhos

Mulher se aproveitou de falta de informatização de posto de saúde para tomar a terceira dose quando a maioria sequer tinha recebido a primeira dose.


A 2ª Vara da Fazenda Pública de Guarulhos condenou a veterinária Jussara Sonner, moradora de Arujá, a pagar indenização de R$ 50 mil à Prefeitura de Guarulhos por danos morais. Ela burlou o sistema de saúde para tomar uma terceira dose de vacina contra a covid-19, quando a dose de reforço ainda não era recomendada pelos órgãos oficiais, e a maioria das pessoas não tinha tido acesso à primeira dose.

O caso de Jussara ganhou repercussão nacional, já que ela divulgou sua atitude nas redes sociais e ainda comemorou o fato de ter conseguido se aproveitar da falta de sistema de informática dos postos de saúde de Guarulhos. Ela foi processada pela Prefeitura.

O juiz Rafael Tocantins Maltez afirmou que foi clara a intenção da requerida de obter vantagem, aproveitando-se de falha no sistema para obter outra dose do imunizante, em detrimento dos cidadãos que ainda não tinham sido vacinados.

O magistrado ressaltou, ainda, que a ré causou dano moral coletivo ao dar tão mal exemplo em momento tão delicado da pandemia. O valor da indenização será direcionado a fundo gerido por Conselho Estadual, com participação do Ministério Público e representantes da comunidade, a ser determinado no cumprimento da sentença. A mulher ainda pode recorrer da sentença.

Deixe um comentário