Pacientes agridem mais dois funcionários da UPA São João

Pacientes agridem mais dois funcionários da UPA São João

Auxiliar de enfermagem já tinha levado soco de paciente na última sexta-feira

A GCM (Guarda Civil Municipal) passa a ficar com uma viatura em período prolongado na UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) São João. O motivo da decisão é que mais dois funcionários da unidade foram agredidos por pacientes nesta terça-feira (11).

Na última sexta-feira (7), uma auxiliar de enfermagem de 31 anos já tinha levado um soco de um paciente, que tentou pegar um documento de um médico da unidade. Em entrevista à Band, o prefeito de Guarulhos, Guti (PSD), admitiu que a cidade atravessava problemas na saúde, principalmente com o aumento da demanda de pacientes por causa dos surtos de gripe e da pandemia da covid-19.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde lamentou os casos, que foram registrados no 7º Distrito Policial de Guarulhos.

A GCM vai manter a viatura na UPA São João das 7h às 24h, podendo, se houver necessidade, estender esse período para toda a madrugada. A ideia é inibir novas agressões.

“Os profissionais da saúde têm se dedicado ao máximo para prestar atendimento à população em todos os momentos, especialmente em hora tão crítica como esta da pandemia. Os funcionários da UPA receberão todo o apoio necessário (inclusive psicológico) e medidas cabíveis já estão sendo adotadas para que os agressores sejam punidos judicialmente”, afirmou a pasta.

Fonte: Grudiário

COMPARTILHE

VEJA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

0 Comentário

Nenhum Comentário.

MAIS NOTÍCIAS