Universidade em Itaquaquecetuba oferece 14 cursos gratuitos para qualificação profissional

Universidade em Itaquaquecetuba oferece 14 cursos gratuitos para qualificação profissional

Instituição de ensino está com 700 vagas abertas por meio do Projeto Capacita. Inscrições podem ser feitas até o dia 12 de janeiro e as aulas devem ter início no dia 24.

Uma universidade de Itaquaquecetuba está com inscrições abertas para 14 cursos gratuitos em diferentes áreas do conhecimento. Ao todo, são 700 vagas com o objetivo de preparar e requalificar a população para o mercado de trabalho (confira a lista de cursos abaixo).

A ação faz parte do Projeto Capacita, iniciativa da Univeritas/UNG. Os interessados podem se inscrever em mais de um curso, até o dia 12 de janeiro, por meio do site da instituição. As aulas acontecerão entre os dias 24 e 28 de janeiro, nos períodos da manhã, tarde e noite.

A universidade também está arrecadando um quilo de alimento não perecível (arroz e/ou feijão) e um pacote de absorvente. No caso de quem puder doar, basta entregar no primeiro dia da atividade escolhida, no setor de audiovisual da unidade.

Mais informações sobre o Projeto Capacita podem ser obtidas pelo telefone (11) 2464-1151 ou pelo e-mail [email protected] O campus de Itaquaquecetuba está localizado na Avenida Uberaba, 251, na Vila Virgínia.

Confira quais são os cursos oferecidos

  • O importante papel da enfermagem na segurança do paciente
  • Análise combinatória
  • Curso básico do software Ftool
  • Curso rápido de administração de pequenos negócios
  • Excel como ferramenta para os negócios
  • Homeopatia na saúde da mulher
  • Modelagem matemática para Administração, Engenharia de Produção, Ciências Contábeis
  • Neuropatias Periféricas: diagnóstico e tratamento do pré-diabético
  • Noção de Álgebra Booleana
  • Preparo de docinhos para diabéticos
  • Prevenção de doenças cardiovasculares
  • Primeiros passos para empreender
  • Saúde mental e autoconhecimento

COMPARTILHE

VEJA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

0 Comentário

Nenhum Comentário.

MAIS NOTÍCIAS